sicnot

Perfil

Rio 2016

Seis ciclistas russos afastados dos Olímpicos por doping

​A União Ciclista Internacional (UCI) excluiu seis atletas russos dos Jogos Olímpicos face ao historial de doping ou por serem mencionados no relatório McLaren da Agência Mundial Antidoping (AMA).

Em comunicado, a UCI explica que a AMA informou que "três ciclistas selecionados pelo Comité Olímpico da Rússia estavam potencialmente implicados" nas práticas fraudulentas denunciadas no McLaren.

Mesmo sem revelar os nomes, a UCI diz que comunicou a sua decisão ao Comité Olímpico Internacional (COI), a pouco mais de uma semana da abertura dos Jogos Olímpicos.

Foram igualmente vetados três outros ciclistas que já tinham sido punidos no passado por doping.

Segundo a imprensa russa, trata-se de Ilnur Zarakin, que venceu uma etapa na Volta a França deste ano, e Olga Zabelinskaya, ambos em estrada, bem como Serguéi Shilov, da formação de pista.

Os restantes 11 ciclistas russos cumprem com os requisitos estabelecidos a 24 de junho pelo COI, segundo a UCI.

Mais de 250 desportistas do país já receberam autorização para ir ao Brasil, segundo Alexandr Zhúkov, presidente do Comité Olímpico da Rússia (COR).

O dirigente revelou ainda que há vários competidores ainda à espera de receber a autorização para viajar para o Rio de Janeiro.

À partida da comitiva russa para o Brasil, Zhúkov disse que a equipa que lidera "é a mais limpa dos Jogos Olímpicos" e revelou que a lista definitiva de participantes será conhecida até 31 de julho.

Da lista original de 387 atletas incluídas na equipa olímpica, já caíram mais de 100 de diversos desportos.

Lusa

  • "Tanolas" tem cadastro criminal e já foi condenado a pena suspensa
    0:55