sicnot

Perfil

Rio 2016

Internado adolescente ligado a grupo que preparava ataques durante os Jogos

Um adolescente de 17 anos que fazia parte do grupo suspeito de planear ataques terroristas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, identificado na semana passada, foi esta sexta-feira levado pelas autoridades para internamento.

"A Polícia Federal, em conjunto com a Polícia Civil de Goiás, cumpriu hoje um mandado de internação do menor envolvido na Operação Hashtag", lê-se numa nota da Polícia Federal, que faz referência à operação policial que determinou a detenção de 12 suspeitos de planearem ataques durante o maior evento desportivo do mundo.

Segundo o comunicado, "após verificar a participação do adolescente de 17 anos no grupo investigado, a Polícia Federal noticiou o facto às autoridades estaduais de Goiás, em obediência ao que dispõe o Estatuto da Criança e do Adolescente".

"A medida foi tomada pelo Juizado da Infância e Juventude de Goiás, que determinou o recolhimento do menor em instituição pública adequada", informou a polícia, sem adiantar mais detalhes.

A Procuradoria da República no Paraná informou, a 21 de julho, que alguns dos detidos temporariamente no âmbito da Operação Hashtag realizaram "o batismo ao [grupo 'jihadista'] Estado Islâmico, juramento de fidelidade exigido pela organização terrorista para o acolhimento de novos membros".

Segundo a nota da Procuradoria divulgada na ocasião, a prisão temporária foi tomada "para garantir a segurança e a paz pública necessárias à realização dos Jogos Olímpicos Rio 2016", que decorrem de 05 a 21 de agosto.

A Procuradoria esclareceu ainda que, "embora se tenha constatado indícios de atos preparatórios pelo grupo, não houve notícia de atos concretos para a realização de ataque terrorista".

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, classificou, na altura, o grupo de "amador".

Na quinta-feira, foi detido outro brasileiro, um muçulmano não praticante de 34 anos e filho de uma família tradicional de comerciantes libaneses que tinha envolvimento com entidades terroristas desde o Campeonato do Mundo de Futebol em 2014, no Rio de Janeiro, mas sem ligação aos detidos na Operação Hashtag.

"Ele saiu do Brasil, esteve na Síria e fez juramento ao Estado Islâmico", disse o ministro da Justiça e Cidadania do Brasil, Alexandre de Moraes, na quinta-feira.

Também na semana passada, a especialista norte-americana em contra terrorismo Rita Katz alertou que extremistas islâmicos publicaram no serviço de troca de mensagens Telegram recomendações de 17 técnicas para atentados durante os Jogos.

Lusa

  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.