sicnot

Perfil

Rio 2016

ONU apela a uma trégua nos conflitos durante olimpíadas

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, apela a uma trégua olímpica em todo o mundo durante a celebração dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro.

"Apesar de esta visão parecer impossível, de tão ambiciosa, o espírito desportivo interpela-nos para estarmos à altura do desafio", disse, em comunicado, recordando que o ideal dos Jogos Olímpicos é transcender os limites do possível.

Neste sentido, Ban Ki-Moon apela "às partes beligerantes a empenharem-se para silenciar as armas nos campos de batalha da mesma forma que os desportistas o fazem para conquistar medalhas".

O responsável máximo das Nações Unidas sublinhou que uma pausa nos combates "evidenciaria os valores que os Jogos visam promover: o respeito, a amizade, a solidariedade e a igualdade".

Acentuando a circunstância de os Jogos se realizarem pela primeira vez na América Latina, Ban Ki-Moon defendeu a necessidade de fazer mais para responder às causas dos conflitos armados e das migrações forçadas de pessoas.

"Que a serenidade da Chama Olímpica silencie o som dos disparos", reclamou.

O Rio de Janeiro acolhe os Jogos Olímpicos de 5 a 21 de agosto e os Jogos Paralímpicos de 7 a 18 de setembro.

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07