sicnot

Perfil

Rio 2016

Agência Antidopagem descarta responsabilidade sobre confusão com atletas russos

reuters

A Agência Mundial Antidopagem (AMA) reagiu hoje a críticas sobre responsabilidades na confusão que envolve a participação dos desportistas russos nos Jogos Olímpicos, a poucos dias do Rio 2016, afirmando que agiu assim que teve "provas corroboradas".

"A AMA compreende que o timing (18 de julho) da publicação do relatório McLaren foi desestabilizador para numerosas organizações", refere a agência em comunicado, comentando assim as críticas de Thomas Bach, presidente do Comité Olímpico Internacional, que, implicitamente, responsabilizava a organização sobre o atual estado das coisas.

Segundo a AMA, ela "agiu imediatamente em relação às alegações que visavam a Rússia, logo que dispôs de provas corroboradas e do poder de o fazer no quadro do Código Mundial Antidopagem".

Domingo, Bach tinha dito, por seu lado, que "o COI não é responsável pelo timing da publicação do relatório McLaren". Bach acrescentou que o COI "enviou várias informações à AMA há alguns anos, sem consequências", acrescentou.

"Apenas quando a CBS e o New York Times publicaram, a 8 e 12 de maio, as alegações do antigo diretor do laboratório de análises antidoping de Sochi, Grigory Rodchenkov, é que a AMA teve provas concretas que sugeriam o envolvimento do Estado russo e permitiram que se avançasse de imediato para o relatório McLaren", refere Craig Reedie, presidente da AMA, citado no comunicado.

Segundo o relatório McLaren, haveria uma situação de doping de Estado, o que determinou o COI a pedir, a 24 de julho, que as federações internacionais da modalidade excluíssem atletas russos dopados ou presumivelmente dopados.

De início com 387 atletas na delegação, a Rússia viu o seu contingente descer já para 266 atletas, em 29 modalidades. O total de atletas russos para o Rio 2016 só deverá ficar fixado na terça-feira.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.