sicnot

Perfil

Rio 2016

Marcelo de visita ao Brasil durante os Olímpicos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, inicia na quarta-feira uma visita de seis dias ao Brasil, onde irá assistir à abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, deslocando-se também a São Paulo e ao Recife.

Marcelo Rebelo de Sousa vai estar no Rio de Janeiro com os atletas olímpicos portugueses, assistindo ao jogo de futebol Portugal-Argentina e à cerimónia oficial de abertura dos Jogos Olímpicos. Encontrar-se-á com empresários portugueses e brasileiros e vai visitar o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio.

Em São Paulo, a capital económica e financeira do Brasil, o Chefe de Estado estará presente na inauguração de uma exposição sobre Amália Rodrigues, designada "Saudades do Brasil em Portugal".

No Recife, no Estado do Pernambuco, Marcelo Rebelo de Sousa visitará o Real Hospital Português de Beneficência, distinguindo o seu provedor, Alberto Ferreira da Costa, com as insígnias de grande-oficial de mérito.

No primeiro dia de visita, na quarta-feira, no Rio de Janeiro, o Presidente embarca no Navio-escola Sagres, onde entrega a bandeira nacional ao atleta João Rodrigues, porta-estandarte de Portugal nos Jogos Olímpicos.

No final do dia, recebe a comunidade portuguesa residente no Rio de Janeiro, no Palácio de São Clemente, a residência oficial do Cônsul-Geral no Rio de Janeiro.

Na quinta-feira, Marcelo volta a embarcar no Sagres para uma receção com atletas da equipa olímpica portuguesa, depois de assistir ao jogo de futebol Portugal-Argentina, e de uma manhã dedicada aos museus, em que se desloca ao Museu de Arte do Rio e ao Museu do Amanhã.

Na sexta-feira, o Chefe de Estado assiste à cerimónia oficial de abertura dos Jogos Olímpicos e oferece um almoço a empresários portugueses e brasileiros e membros da Câmara Portuguesa de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro, no Palácio de São Clemente.

No sábado, em São Paulo, Marcelo Rebelo de Sousa receberá a comunidade portuguesa residente naquela cidade brasileira, e inaugurará a exposição sobre Amália Rodrigues no Consulado-Geral de Portugal.

No domingo, o programa inclui uma visita à Casa de Portugal e a deposição de uma coroa de flores no Monumento aos Fundadores de São Paulo.

A viagem de Marcelo Rebelo de Sousa ao Brasil é concluída na segunda-feira, dia 8 de janeiro, com uma deslocação à cidade do Recife, no Estado do Pernambuco, onde visita o Real Hospital Português de Beneficência, condecorando o seu provedor.

Com Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.