sicnot

Perfil

Rio 2016

Os 29 atletas portugueses que vão participar nos Jogos Paralímpicos

Portugal vai ter no Rio de Janeiro a segunda comitiva mais pequena de sempre em Jogos Paralímpicos, mas estará representado em sete modalidades e estrear-se em duas: o judo e o tiro. Entretanto foi acrescentada uma vaga e a atleta Graça Fernandes vai competir em atletismo.

A lista dos 28 atletas paralímpicos portugueses que vão estar presentes nos Jogos Rio 2016 ficou completa hoje depois da Federação Portuguesa de Atletismo ter divulgado os nove representantes lusos nas competições de atletismo.

Em relação à última edição, Portugal perdeu dois atletas, descendo para 28, mas subiu de cinco para sete modalidades.

Naquela que será a nona presença consecutiva em Jogos Paralímpicos, Portugal leva na comitiva os quatro atletas que conquistaram medalhas há quatro anos: Lenine Cunha, Armando Costa, Luís Silva e José Carlos Macedo.

O atletismo foi a modalidade que perdeu mais representantes, descendo de 15 para nove atletas, mas apresenta cinco estreantes: Ana Filipe, Carolina Duarte, Cristiano Pereira, Hélder Mestre e Manuel Mendes.

Na lista figuram também Lenine Cunha, medalha de bronze no salto em comprimento em Londres 2012, Jorge Pina, Inês Fernandes, e o regressado Luís Gonçalves.

Há quatro anos, Luís Gonçalves falhou os Paralímpicos por estar a cumprir uma suspensão por doping, tendo ficado impedido de defender a medalha de prata conseguida nos 400 metros T12 (deficiência intelectual) em Pequim.

No boccia, Portugal subiu de nove para 10 representantes, entre os quais figuram os três que conseguiram medalhas em Londres: Armando Costa, José Carlos Macedo e Luís Silva.

Na última edição dos Jogos Paralímpicos, os três atletas conquistaram a medalha de prata na prova de pares BC3, e José Carlos Macedo alcançou o bronze na prova individual de BC3.

Na natação, Portugal continuará a ter quatro atletas, todos já com experiência em Jogos Paralímpicos: David Grachat, Joana Calado, Nélson Lopes e Simone Fragoso.

Joana Calado é a única que não marcou presença nos Jogos Londres2012, depois de se ter estreado em competições paralímpicas há oito anos, em Pequim, com apenas 16 anos.

No ciclismo, Portugal vai estar representado por Luís Costa e Telmo Pinão, enquanto Ana Mota Veiga será cavaleira lusa nas competições de equitação.

Nas modalidades nas quais Portugal se estreia, Adelino Rocha será o representante no tiro, e Miguel Vieira no judo.

Portugal vai apresentar nos Jogos Paralímpicos Rio2016, que decorrem de 7 a 18 de setembro, a segunda mais pequena comitva de sempre, depois da que representou o país nos Jogos Seul1988.

Na Coreia do Sul, Portugal esteve representado por apenas 13 atletas, nas modalidades de atletismo e boccia, que conquistaram um total de 14 medalhas.

- Atletismo: Ana Filipe, Carolina Duarte, Cristiano Pereira, Hélder Mestre, Inês Fernandes, Jorge Pina, Lenine Cunha, Luís Gonçalves, Manuel Mendes e Graça Fernandes.

- Boccia: António Marques, Abílio Valente, Cristina Gonçalves, Fernando Ferreira, Armando Costa, José Macedo, Luís Silva, Carla Oliveira, Domingos Vieira e Pedro da Clara.

- Ciclismo: Telmo Pinão e Luís Costa.

- Equitação: Ana Mota Veiga.

- Judo: Miguel Vieira.

- Natação: David Grachat, Joana Calado, Nélson Lopes e Simone Fragoso.

- Tiro: Adelino Rocha.

Com Lusa

  • O tempo para hoje
    0:53
  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.