sicnot

Perfil

Rio 2016

Comité Olímpico admite cinco novos desportos olímpicos para Tóquio 2020

O Comité Olímpico Internacional (COI) aprovou esta quarta-feira cinco novas modalidades olímpicas, que deverão estrear-se nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020: surf, escalada, karaté, skate e baseball/softball.

O alargamento de 28 para 33 do número de modalidades olímpicas mereceu o voto unânime dos 85 membros do COI, reunidos no Rio de Janeiro.

"É um momento chave na modernização do programa olímpico", felicitou-se Thomas Bach, presidente do COI.

A lista de novas modalidades (de que chegou a fazer parte o squash, o bowling e o wushu, uma arte marcial chinesa) tinha sido submetida à consideração do COI pelo comité de organização das olimpíadas de Tóquio.

De acordo com o COI, as cinco novas modalidades representam "uma combinação de desportos bem estabelecidos e emergentes, com uma enorme popularidade no Japão e noutros países" e com "uma forte capacidade de atração entre os jovens".

De acordo com as estimativas da organização dos Jogos de Tóquio2020, a inclusão das cinco novas modalidades trará 474 atletas e 18 provas suplementares.

Aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, com início na sexta-feira, foram acrescentadas duas modalidades, o golfe e o râguebi de sete.

O país anfitrião dos Jogos Olímpicos de 2024, que não está ainda definido, tem a possibilidade de acrescentar outros desportos ao elenco.

Lusa

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15