sicnot

Perfil

Rio 2016

Polícia prende 21 pessoas em favelas do Rio a dois dias dos Jogos

As polícias civil e militar prenderam esta quarta-feira, nas vésperas dos Jogos Olímpicos, 21 envolvidos no tráfico de drogas no complexo de favelas do Alemão, no Rio de Janeiro, numa mega-operação que também causou ferimentos num agente.

A operação policial denominada Germânia, que ainda decorre, envolve 500 agentes da polícia, que cumprem 47 mandados de prisão.

Segundo o titular da 45.ª Delegacia de Polícia, Fábio Asty, entre os alvos dos mandados estão pessoas que já estavam detidas, mas que coordenavam e agiam na comunidade dentro da cadeia.

O mesmo responsável, citado pela imprensa brasileira, adiantou que a operação em causa começou em agosto do ano passado, quando agentes se infiltraram na comunidade para recolher informações sobre o esquema de drogas e compra de armas.

"Ficamos por lá até abril deste ano, quando estávamos cientes de tudo o que devíamos fazer", acrescentou.

O agente destacou que a operação é "importante, pois os polícias da Unidade de Polícia Pacificadora daquela região têm sofrido com muitos ataques nos últimos meses", acrescentando: "Então, para prevenir algo ainda pior, decidimos agir no dia de hoje".

Fábio Asty minimizou o facto de a megaoperação se realizar dois dias antes do arranque Jogos Olímpicos na cidade e comentou que isso "traz uma maior sensação de segurança".

"Tudo o que fizemos e estamos a fazer é bem planeado e visa somente à segurança e ao bem-estar da nossa população, acima de tudo. Estamos com a operação em andamento, mas já me arrisco a dizer que obtivemos êxito", sublinhou.

O titular da Delegacia de Combate às Drogas da Polícia Civil do Rio de Janeiro, delegado Felipe Curi, foi baleado durante um tiroteio no início da operação, mas já recebeu alta.

"Infelizmente, isso [polícia ser baleado] é algo comum nessas situações", comentou Fábio Asty.

Os Jogos Olímpicos decorrem de 05 a 21 de agosto e a segurança tem sido uma das maiores preocupações, não só pelo fenómeno do terrorismo 'jihadista' no mundo, mas também pela criminalidade violenta no Brasil.

Os Jogos Olímpicos contam com a maior operação de segurança já montada no Brasil, com 88 mil agentes das forças nacional, estadual e municipal, bem como a maior operação de cooperação policial internacional do mundo, com 250 agentes de 55 países.

Lusa

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19

    Mundo

    O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos recebeu ao início da tarde na Noruega o prémio pelo trabalho que desenvolveu junto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC. As cerimónias são este sábado e marcadas pela ausência do Nobel da Literatura, Bob Dylan.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.