sicnot

Perfil

Rio 2016

Twitter cria mais de 200 emojis para os Jogos Olímpicos

© Athit Perawongmetha / Reuters

O Twitter anunciou hoje a criação de mais de 200 emojis específicos para os Jogos Olímpicos Rio 2016, podendo ser utilizados no Periscópio, a sua aplicação live-streaming, segundo informou a empresa num comunicado.

"O Twitter, Vine e o Periscópio ofereceram aos seus utilizadores um acesso único a tudo o que acontece dentro do evento, inclusive comentários, destaques e conversas durante os Jogos, enquanto a ação está a decorrer", explicou Leslie Berland, diretor de marketing do Twitter.

Neste sentido, o Periscópio contará com um "canal dedicado a conteúdos específicos das Olimpíadas" e Vine mostrará conteúdos relacionados com os Jogos Olímpicos na sua secção Explora da aplicação móvel.

A rede social de 140 caracteres também poderá colocar à disposição dos seus utilizadores diversas contas oficiais, como @Olympics e @Rio2016, tal como hashtags para que os fãs de todo o mundo "possam estar perto da ação" e observar o que acontece com as suas respetivas delegações, "antes, durante e depois dos principais atletas competirem para alcançar a vitória".

Na própria cidade dos Jogos Olímpicos, Rio de Janeiro, a empresa vai projetar tweets de todo o mundo sobre o aqueduto da cidade, Arcos de Lapa, e um autocarro turístico chamado Twitter Buzz irá exibir nas suas janelas os tweets em direto e as retransmissões do Periscópio, "enquanto faz os seus percursos pela cidade e usufrui de Wi-Fi gratuito.

Lusa

  • Acordo de concertação social assinado por todos os parceiros

    Economia

    Está assinado o acordo da Concertação Social que estipula a descida da TSU para as empresas como contrapartida do aumento do salário mínimo. Ao contrário do que é habitual, o momento não foi assinalado na sede do Conselho Económico e Social (CES), mas as assinaturas foram divulgadas no Twitter.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.