sicnot

Perfil

Rio 2016

Polícia reprime manifestantes em São Paulo e detém 35 pessoas

A Polícia Militar brasileira reprimiu na sexta-feira, com cassetetes e gás pimenta, manifestantes que iniciaram uma caminhada na Avenida Paulista, em São Paulo, para protestar contra a realização dos Jogos Olímpicos no país, e deteve 35 pessoas.

Desde o início que o protesto, iniciado ao final da tarde, foi acompanhado por policiamento ostensivo, com carros, motos e elementos da Tropa de Choque, escreve a Agência Brasil.

Numa longa faixa que os manifestantes exibiam lia-se: "Juventude combatente contra o massacre olímpico".

Imagens televisivas mostram o uso da força contra alguns dos participantes no protesto e dezenas deles sentados no chão cercados pela polícia.

Segunda a polícia, citada pelo portal G1, 35 pessoas foram detidas.

A polícia justificou que os manifestantes lançaram pedras e paus contra os agentes e não definiram um itinerário.

O protesto decorreu pouco antes do início da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos 2016, no Rio de Janeiro, que terminarão a 21 de agosto.

A organização do evento no país tem sido alvo de vários protestos, por ocorrer numa altura em que o Brasil enfrenta uma profunda recessão e uma taxa de desemprego de 11,3%.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.