sicnot

Perfil

Rio 2016

Judo português em estreia e futebol a caminho dos "quartos" nos Jogos Olímpicos

© Dylan Martinez / Reuters

Joana Ramos (-52kg) e Sergiu Oleinic (-66kg) são os primeiros judocas lusos a entrar em ação nos Jogos Olímpicos Rio2016, num dia em que o futebol pode assegurar o apuramento para os quartos de final.

Depois do triunfo por 2-0 face à Argentina, a formação comandada por Rui Jorge defronta, pelas 15:00 locais (19:00 em Lisboa), na despedida do Estádio Olímpico, as Honduras, que na primeira ronda do Grupo D bateram a Argélia por 3-2.

Na Arena Carioca, Joana Ramos, que cumpre a segunda participação olímpica, defronta Antoinette Gasongo, do Burundi, enquanto o estreante Sergiu Olinic mede forças a abrir com o ucraniano Georgii Zantaraia.

O segundo dia de competições abre com o ténis de mesa, com Fu Yu a tentar garantir, pelas 09:00 locais (13:00 em Lisboa), um lugar na terceira ronda de singulares femininos, o que a sua compatriota Shao Jieni falhou na véspera.

Na terceira ronda, está já Marcos Freitas, o mais cotado jogador luso no quadro de singulares masculinos e o primeiro a entrar em ação, pelas 21:00 (01:00 de segunda-feira em Lisboa), frente a adversário ainda por determinar.

Por seu lado, José Carvalho abre a canoagem lusa, com a presença nas eliminatórias de C1 na variante de slalom e o tenista João Sousa tentaa dar sequência ao bom desempenho de Gastão Elias, que sábado apurou-se para a terceira.

O embate do número 1 nacional defronta o holandês Robin Haase, com quem perdeu os dois anteriores confrontos, no segundo jogo do 'court' 5, que abre, pelas 11:00 locais (15:00 em Lisboa), com o confronto entre o espanhol Roberto Bautista Agut, 10.º cabeça de série, e o russo Andrey Kuznetsov.

Em ação vai estar também Filipa Martins, que, a partir das 20:30 locais (00:30 de segunda-feira em Lisboa), participa na qualificação da ginástica artística.

Lusa

  • Kikas faz história
    1:22
  • Madonna está outra vez em Lisboa 😲
    0:59
  • Hindus pedem a troca de nome da cerveja brasileira Brahma

    Mundo

    Um grupo de hindus pediu a mudança da marca de cerveja Brahma, propriedade da multinacional cervejeira Anheuser-Busch InBev, com sede em Lovaina, na Bélgica, argumentando que é inapropriado uma bebida alcoólica ter o nome que um deus hindu.

  • Manuais oferecidos aos alunos do 1.º ano não podem ser reutilizados
    2:42

    País

    As escolas querem que sejam devolvidos aos alunos os manuais do 1.ºo ano que foram dados gratuitamente pelo Estado para serem reutilizados nos próximos anos. A Associação de Diretores de Agrupamentos diz que os livros estão praticamente todos em bom estado, mas da forma como são feitos pelas editoras é impossível voltar a usá-los. As escolas querem que o Executivo chegue a um entendimento com as editoras para conceber manuais reutilizáveis.

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.