sicnot

Perfil

Rio 2016

Rússia excluída dos Jogos Paralímpicos devido a escândalo de doping

O Comité Paralímpico Internacional (IPC) anunciou este domingo a exclusão da Rússia dos Jogos Paralímpicos Rio2016, na sequência do escândalo de doping organizado revelado pelo relatório McLaren.

"Suspendemos provisoriamente como membro o Comité Paralímpico da Rússia, pelo que, a equipa russa não competirá nos Jogos Paralímpicos Rio2016", anunciou em conferência de imprensa, o presidente do IPC, Philip Craven.

Ao contrário do Comité Olímpico Internacional (COI), que 'transferiu' para as federações das modalidades a responsabilidade de autorizar a participação dos atletas russos nos Jogos Olímpicos, optou por uma solução mais radical, excluindo toda a comitiva dos Jogos Paralímpicos, que começam a 07 de setembro.

O relatório McLaren, divulgado a 18 de julho, confirmou a existência de um esquema de dopagem na Rússia, que contava com o apoio estatal e "vigorava" desde 2011, inclusivamente durante os Jogos Olímpicos de Inverno Sochi2014.

Philip Craven, que classificou a medida hoje anunciada "como a melhor forma de defender os princípios do movimento paralímpico", referiu que, nas amostras de Sochi2014, figuram 44 de atletas paralímpicos.

O presidente do IPC solidarizou-se com todos os atletas paralímpicos "'limpos' que não participarão nos Jogos Rio2016", mas acrescentou: "Não tínhamos outra opção".

A Rússia, que pode recorrer da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), no prazo de 21 dias, é uma das grandes potências do desporto paralímpico, tendo terminado os Jogos Londres2012 na segunda posição do quadro de medalhas, com um total de 102 medalhas, das quais 36 de ouro, atrás da China.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.