sicnot

Perfil

Rio 2016

Telma Monteiro preparada para qualquer adversária nos Jogos Olímpicos

A judoca portuguesa Telma Monteiro disse que está preparada para defrontar qualquer adversária nos Jogos Olímpicos Rio2016, mesmo podendo encontrar no segundo combate a mongol Sumiya Dorjsuren, líder do 'ranking' mundial dos -57kg.

"Aqui havia muitas [judocas] fortes. (...) Eu vim para aqui com o pensamento de que tenho de estar preparada para qualquer uma. Portanto, ser a mongol ou qualquer outra no segundo combate neste momento também é um pouco indiferente, porque estou focada em ganhar à russa [Irina Zabludina], porque se não ganhar à russa, a mongol até podia estar na meia-final que eu não a ia apanhar", referiu.

Dizendo-se "tranquila" para os seus quartos Jogos Olímpicos, a campeã europeia, garantiu que reagiu de forma "normal" ao sorteio para a prova de segunda-feira, até porque sabia que tinha grandes possibilidades de apanhar a mongol no seu segundo combate.

"O único combate em que estávamos na expetativa era o primeiro e reagi normalmente, porque todas as adversárias que vão estar aqui são fortes, todas podem fazer um bom resultado, quase todas podem sonhar com o pódio. Numa competição destas, não há que pensar que há adversárias mais acessíveis ou mais fortes, porque todas querem vencer, todas querem fazer história pelo seu país, tal como eu. Portanto, reagi tranquilamente", referiu.

Sobre a lesão num joelho que a afastou da competição durante largos meses, Telma Monteiro, de 30 anos, assegura que, "para quem foi operada há menos de seis meses, não podia estar melhor".

"Sonho sempre com o pódio. É um sonho que posso tornar realidade. Tenho sempre esse objetivo em todas as competições e nos Jogos Olímpicos não vai ser diferente, porque, apesar de ser uma competição nova, as adversárias são as mesmas. Sinceramente, não estou a pensar se venho de uma situação desfavorável ou não. Estou a pensar que tive determinação suficiente para chegar até aqui, para superar a lesão, para estar suficientemente bem e em forma para lutar. E agora é dar tudo o que tenho", assumiu.

Questionada sobre se já merecia uma medalha olímpica, a única que falta no seu palmarés, a judoca do Benfica, cinco vezes campeã europeia e quatro vezes vice-campeã mundial, disse que aprendeu "da pior maneira que não adianta merecer nada, porque em Pequim, em Londres e em outras competições que não correram tão bem, se fosse por merecer, tinha ganhado".

"Da forma como treino todos os dias, da forma que me supero todos os dias e pela vontade que tenho de ganhar, se fosse por merecer, eu ganhava sempre. Eu sei que por merecer não vou conseguir. Sei que vou conseguir se lutar com determinação para isso, se for melhor do que as minhas adversárias, mais inteligente, mais paciente e com espírito de sacrifício", disse.

Lusa

  • Explosão próximo do aeroporto de Damasco

    Mundo

    A televisão do movimento xiita libanês Hezbollah, aliado do regime sírio, noticiou hoje que a explosão ocorrida esta madrugada perto do aeroporto de Damasco "foi provavelmente" resultado de um ataque israelita contra depósitos de combustível.

    Em atualização

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Macron e Le Pen em troca de acusações
    2:16

    Eleições França 2017

    A campanha eleitoral para a segunda volta em França ficou esta quarta-feira marcada por uma troca de acusações entre os dois candidatos. De visita a uma fábrica em risco de encerramento, Le Pen prometeu que se for eleita salvará os 300 postos de trabalho. Emmanuel Macron acusou a candidata da extrema-direita de aproveitamento político.

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • "Esta moda bizarra de não vacinar crianças tem tido estas consequências"
    1:43

    Surto de sarampo

    Há mais um caso de sarampo registado pela Direção-Geral da Saúde, no total já são 25. Francisco George garantiu que a situação não é preocupante para as crianças em idade escolar e recomendou uma discussão parlamentar sobre a vacinação. Mais de 11 mil pessoas já assinaram uma petição pública a defender a vacinação obrigatória. 

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.