sicnot

Perfil

Rio 2016

Coreia do Norte aproveita Olímpicos para fazer diplomacia

Reuters

Choe Ryong-hae, o número três da Coreia do Norte, aproveitou a visita aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro para se reunir com várias autoridades internacionais, informou hoje a comunicação social de Pyongyang.

A Coreia do Norte, que participa nos Olímpicos com 30 atletas, em nove modalidades, enviou para o Rio de Janeiro o seu número três e o facto de este ter mantido uma agenda ativa de reuniões é considerado uma tentativa de melhorar as relações com a comunidade internacional, muito deterioradas desde o início deste ano.

Choe, membro da cúpula do Partido dos Trabalhadores, vice-presidente da Comissão de Assuntos do Estado e braço-direito do líder Kim Jong-un, encontrou-se na sexta-feira com o presidente brasileiro Michel Temer, segundo divulgou a agência estatal KCNA.

As autoridades internacionais acordaram "promover o desenvolvimento das relações de amizade e cooperação" entre a Coreia do Norte e Brasil, segundo informou a KCNA.

Além disso, também se encontrou com os presidentes do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, do comité organizador dos Jogos, Carlos Arthur Nuzman, e da Federação Internacional de Judo (FIJ), Marius Vizer.

Pyongyang realizou em janeiro e fevereiro o quarto teste nuclear e o lançamento de um foguete espacial com tecnologia de misseis, pelo que o Conselho de Segurança da ONU aplicou as sanções comerciais mais fortes até agora.

Estas sanções impedem os membros das Nações Unidas de promover intercâmbios com a Coreia do Norte e enfraqueceram as poucas ligações com os outros países de todo o mundo.

No entanto, o regime de Kim Jong-un reafirmou a intenção de continuar a desenvolver armas nucleares, algo que é visto com preocupação por a comunidade internacional.

Lusa

  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59