sicnot

Perfil

Rio 2016

Hoje é o dia T

Hoje é o dia T

Telma Monteiro vai combater esta tarde. A judoca sonha com o pódio mas sabe que o percurso não será fácil. No Rio de Janeiro, a desorganização do Parque Olímpico continua a merecer muitas criticas dos visitantes.

Cinco vezes medalhada em Mundiais e 11 em Europeus, Telma Monteiro tenta hoje no Rio2016 o 'metal' que lhe falta, o pódio nos Jogos Olímpicos, que falhou em 2004, 2008 e 2012.

Aos 30 anos, a atleta do Benfica é um dos nomes 'grandes' da categoria de -57kg, mas tem no Brasil várias adversárias de peso, incluindo a mongol Sumiya Dorjsuren, líder do 'ranking' mundial, que pode apanhar no segundo combate.

A russa Irina Zabludina, 23.ª do 'ranking', e a neozelandesa Darcina Manuel, 25.ª, são as possíveis adversárias de Telma Monteiro na segunda ronda. Se vencer passa para a sessão vespertina.

Pelas 10:00 locais (14:00 em Lisboa), também Nuno Saraiva, 40.º do 'ranking' mundial dos -73 kg, pisa os 'tatamis' do Rio2016, defrontando a abrir o húngaro Miklos Ungvari, 19.º, medalha de prata nos -66kg em Londres2012.

Depois de dois jogos e outros tantos triunfos na ronda de domingo, em singulares e, ao lado de Gastão Elias, em pares, o líder português João Sousa volta aos 'courts' para nova dose dupla.

O vimaranense, 36.º da tabela mundial, participa no terceiro jogo do 'court' central, face ao argentino Juan Martin Del Potro, 'carrasco' do sérvio Novak Djokovic, e, em pares, é o quinto a entrar em ação no 'court' 5, onde a dupla lusa enfrenta os canadianos Daniel Nestor e Vasek Pospisil.

O terceiro dia de competições assinala também a estreia da vela, com as primeiras regatas do porta-estandarte João Rodrigues (RS:X), que cumpre a sétima presença em Jogos, de Gustavo Lima (Laser), na quinta, e Sara Carmo (laser radial), de regresso depois de ter estado em Londres2012.

No ténis de mesa, Marcos Freitas, 11.º jogador mundial, joga por um lugar nos quartos de final com ucraniano de origem chinesa Lei Kou, que ocupa o 42.º lugar do 'ranking' mundial.

Antes, Tiago Apolónia estreia-se e tenta juntar-se ao madeirense, precisando para isso de superar o esloveno Bojan Tokic, a partir das 13:00 locais (17:00 em Lisboa).

Por seu lado, a nadadora Victoria KaminsKaya volta à piscina, agora para as eliminatórias dos 200 metros estilos.

Com Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.