sicnot

Perfil

Rio 2016

Anonymous Brasil ataca sites do Rio 2016 em protesto contra os Jogos

O grupo de hackers Anonymous Brasil informou esta terça-feira que invadiu e roubou dados de seis sites do Governo e da Câmara Municipal do Rio de Janeiro como protesto contra a realização dos Jogos Olímpicos de 2016 na cidade carioca.

As páginas entretanto bloqueadas são a da Polícia Civil, a do Instituto de Segurança Pública, a da Companhia Municipal de Limpeza Urbana, a do Portal Geo, a do Programa Internet Comunitária e a da Ouvidoria da Polícia do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

No vídeo em que explicou o ataque, o movimento Anonymous Brasil lembrou que o Campeonato do Mundo de futebol de 2014, também no Brasil, justificou a "remoção forçada de milhares de famílias de suas casas, a ocupação militar de certas regiões nas cidades, a perseguição aos críticos e opositores do evento e uma política de segurança baseada no extermínio de jovens nas periferias".

Para os 'hackers', os Jogos Olímpicos seguem a mesma lógica, excluindo os mais necessitados e beneficiando as grandes empresas.

Desafiando o povo a ir às ruas para lutar por seus direitos, o grupo prometeu atuar "também através da internet, expondo os escândalos e as canalhices das figuras proeminentes de nossa política para que o mundo possa ver o que temos sido obrigados a suportar".

A IplanRio, que administra os recursos de tecnologia de informação da câmara municipal, disse que nenhum dado foi suprimido da base de dados e que técnicos estão a trabalhar para normalizar os sites o mais rápido possível.

"A autarquia trabalha em caráter de emergência para normalizar o acesso às páginas o mais rápido possível", informou também o Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj).

O Proderj confirmou que o domínio 'rj.gov.br' está a sofrer um intenso ataque e informou que o acesso a alguns 'sites' foi bloqueado por precaução.

Os Jogos Olímpicos 2016 começaram na sexta-feira e terminam a 21 de Agosto.

Lusa

  • Admissão de efetivos nas Forças Armadas aquém do pedido pelas chefias
    1:42

    País

    O Ministério das Finanças autorizou a admissão de mais efetivos nas forças armadas, este ano mas a integração fica muito abaixo do número pedido pelas chefias militares. Mário Centeno só terá autorizado a integração de cerca de três mil militares em vez das cinco mil vagas propostas pelas chefias do Exército, Força Aérea e Marinha.

  • EUA preparam-se para ver o primeiro eclipse solar total, 38 anos depois
    1:40
  • Pyongyang acusa Washington de atirar "achas para a fogueira"
    1:47

    Mundo

    A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciaram esta segunda-feira exercícios militares conjuntos. As manobras militares procuram ensaiar respostas a uma hipotética invasão da Coreia do Norte. Pyongyang já reagiu e diz que Washington está a atirar "achas para a fogueira". 

  • "É muito importante que os EUA mostrem determinação política e militar"
    0:50

    Mundo

    Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram hoje as manobras anuais numa altura marcada pela recente escalada de tensão entre Pyongyang e Washington. Para Miguel Monjardino, comentador da SIC, estes exercícios militares são encarados como uma provocação para a Coreia do Norte. Monjardino defende que é importante que os EUA mostrem determinação no atual clima de tensão nuclear.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08
  • Morreu o rei da comédia
    2:08

    Cultura

    Um dos grandes nomes do humor norte-americano morreu ontem, aos 91 anos. Jerry Lewis era comediante, ator, argumentista, cantor e realizador. Considerado o rei da comédia, Lewis influenciou diferentes gerações de comediantes e foi defensor de várias causas humanitárias, entre as quais a distrofia muscular.

  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.