sicnot

Perfil

Rio 2016

Anonymous Brasil ataca sites do Rio 2016 em protesto contra os Jogos

O grupo de hackers Anonymous Brasil informou esta terça-feira que invadiu e roubou dados de seis sites do Governo e da Câmara Municipal do Rio de Janeiro como protesto contra a realização dos Jogos Olímpicos de 2016 na cidade carioca.

As páginas entretanto bloqueadas são a da Polícia Civil, a do Instituto de Segurança Pública, a da Companhia Municipal de Limpeza Urbana, a do Portal Geo, a do Programa Internet Comunitária e a da Ouvidoria da Polícia do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

No vídeo em que explicou o ataque, o movimento Anonymous Brasil lembrou que o Campeonato do Mundo de futebol de 2014, também no Brasil, justificou a "remoção forçada de milhares de famílias de suas casas, a ocupação militar de certas regiões nas cidades, a perseguição aos críticos e opositores do evento e uma política de segurança baseada no extermínio de jovens nas periferias".

Para os 'hackers', os Jogos Olímpicos seguem a mesma lógica, excluindo os mais necessitados e beneficiando as grandes empresas.

Desafiando o povo a ir às ruas para lutar por seus direitos, o grupo prometeu atuar "também através da internet, expondo os escândalos e as canalhices das figuras proeminentes de nossa política para que o mundo possa ver o que temos sido obrigados a suportar".

A IplanRio, que administra os recursos de tecnologia de informação da câmara municipal, disse que nenhum dado foi suprimido da base de dados e que técnicos estão a trabalhar para normalizar os sites o mais rápido possível.

"A autarquia trabalha em caráter de emergência para normalizar o acesso às páginas o mais rápido possível", informou também o Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj).

O Proderj confirmou que o domínio 'rj.gov.br' está a sofrer um intenso ataque e informou que o acesso a alguns 'sites' foi bloqueado por precaução.

Os Jogos Olímpicos 2016 começaram na sexta-feira e terminam a 21 de Agosto.

Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.