sicnot

Perfil

Rio 2016

Fiscais encontram 3.500 trabalhadores em situação ilegal na Aldeia Olímpica

Fiscais do Ministério do Trabalho do Brasil identificaram irregularidades na contratação de 3.500 pessoas a trabalhar na Aldeia Olímpica, no Rio de Janeiro, informou hoje a tutela.

"Cerca de 3.500 trabalhadores encontrados em situação irregular atuam em bares e lanchonetes [estabelecimento de refeições rápidas]. Exerciam jornadas de trabalho sem controlo efetivo de duração e recebiam alimentação inadequada, como sanduíches e salgadinhos", lê-se numa nota do Ministério do Trabalho.

Em algumas instalações, segundo a tutela, "os trabalhadores atuavam sem assentos para descanso e em quiosques sem cobertura", sendo que "na hora do almoço, tinham que se sentar no chão no horário das refeições".

A ação de fiscalização foi realizada na segunda e terça-feira, em conjunto com o Ministério Público do Trabalho.

O Ministério do Trabalho informou também que "as empresas envolvidas foram convocadas para adequação de procedimentos e poderão ser autuadas".

As empresas terão que cumprir as medidas estabelecidas e as recomendações também serão encaminhadas ao Comité Organizador Rio2016.

Entre elas estão a garantia do acesso de trabalhadores a refeitório, disponibilização de água em local de fácil acesso, fornecimento de alimentação saudável e adequada no mínimo duas vezes por dia, para jornadas de oito horas e assentos para descanso em locais que possam ser utilizados por todos os trabalhadores durante as pausas.

No final do mês passado, más condições de trabalho em obras na Aldeia Olímpica levaram o Comité Rio2016 a ser multado em 315 mil reais (87,3 mil euros).

Segundo os fiscais, cerca de 630 empregados estariam a trabalhar sem contrato e, em alguns casos, com carga horária excessiva.

Os trabalhadores em causa tinham sido contratados com caráter de urgência para resolver problemas detetados na Aldeia Olímpica, como falta de limpeza e entupimento de canos, o que gerou reclamações de várias delegações olímpicas a poucos dias de o Rio de Janeiro acolher o maior evento desportivo do mundo.

Os Jogos Olímpicos começaram na sexta-feira e decorrem até dia 21 de agosto.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.