sicnot

Perfil

Rio 2016

Almaz Ayana bate recorde mundial na vitória nos 10.000 metros, Salomé Rocha 26.ª

© Dylan Martinez / Reuters

A etíope Almaz Ayana sagrou-se campeã olímpica nos 10.000 metros no Rio 2016, em 29.17,45 minutos, estabelecendo um novo recorde do mundo na distância, numa prova em que Salomé Rocha foi 26.ª.

Na primeira final do atletismo do Rio 2016, Almaz Ayana retirou quase 15 segundos à marca que estava na posse da chinesa Wang Junxia (29.31,78), desde setembro de 1993, deixando a queniana Vivian Jepkemoi Cheruiyot (29.32,53) na segunda posição e a compatriota Tirunesh Dibaba (29.42,56), campeã em Pequim 2008 e Londres 2012, na terceira.

A portuguesa Salomé Rocha terminou a prova na 26.ª posição, em 32.06,05, um registo próximo do meu recorde pessoal (32.05,82, obtido este ano em Londres).

INÁCIO ROSA/LUSA

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.