sicnot

Perfil

Rio 2016

Almaz Ayana bate recorde mundial na vitória nos 10.000 metros, Salomé Rocha 26.ª

© Dylan Martinez / Reuters

A etíope Almaz Ayana sagrou-se campeã olímpica nos 10.000 metros no Rio 2016, em 29.17,45 minutos, estabelecendo um novo recorde do mundo na distância, numa prova em que Salomé Rocha foi 26.ª.

Na primeira final do atletismo do Rio 2016, Almaz Ayana retirou quase 15 segundos à marca que estava na posse da chinesa Wang Junxia (29.31,78), desde setembro de 1993, deixando a queniana Vivian Jepkemoi Cheruiyot (29.32,53) na segunda posição e a compatriota Tirunesh Dibaba (29.42,56), campeã em Pequim 2008 e Londres 2012, na terceira.

A portuguesa Salomé Rocha terminou a prova na 26.ª posição, em 32.06,05, um registo próximo do meu recorde pessoal (32.05,82, obtido este ano em Londres).

INÁCIO ROSA/LUSA

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.