sicnot

Perfil

Rio 2016

Jogos Olímpicos já têm o recorde do número de atletas LGBT

Reuters

Os Jogos Olímpicos Rio 2016 já têm pelo menos um recorde: o do maior número de atletas publicamente homossexuais, bissexuais ou transgénero.

Um dos momentos mais marcantes dos jogos que estão a decorrer não foi a conquista de uma medalha de ouro. A proposta de casamento de Marjorie Enya a Isadora Cerullo em frente a toda a equipa de rugby e dos media foi de certeza uma conquista para as duas mulheres.

Reuters

Participam nestes jogos pelo menos 41 atletas publicamente homossexuais ou bissexuais - mais 23 que nas Olimpíadas Londres 2012.

E foi a primeira vez que uma modelo transgénero participou na cerimónia de abertura. A brasileira Lea T entrou no estádio do Maracanã pedalando a bicicleta com o nome do Brasil, à frente da comitiva.

Matt Slocum/AP

A basquetebolista norte-americana Elena Delle Donne assumiu a sua homossexualidade numa entrevista à revista Vogue pouco antes dos Jogos Olímpicos e a judoca brasileira Rafaela Silva fez o mesmo no dia em que conquistou a medalha de ouro.

A campeã olímpica - negra, lésbica e oriunda de uma favela - deu a cara numa campanha contra o racismo e a discriminação no desporto.

Tom Daley, saltador britânico que se assumiu nos Jogos de Londres, recebeu uma mensagem ternurenta do seu noivo Dustin Lance Black quando venceu a medalha de bronze.

"Estou tão feliz por ti. Tão orgulhoso", escreveu Black no Twitter.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.