sicnot

Perfil

Rio 2016

Tribunal Arbitral do Desporto suspende nadadora chinesa Chen Xinyi por doping

© REUTERS FILE PHOTO / Reuters

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) suspendeu esta sexta-feira a nadadora chinesa Chen Xinyi, que ficou em quarto lugar nos 100 metros mariposa nos Jogos Olímpicos do Rio2016, após acusar positivo num controle de doping.

A análise efetuada à nadadora de 18 anos detetou uma substância diurética proibida pela Agência Mundial Antidopagem (AMA).

O TAS informou que a nadadora aceitou voluntariamente uma suspensão provisória e que o caso que haverá um veredito sobre o caso até ao encerramento dos Jogos Olímpicos, a 21 de agosto.

O tribunal anunciou ainda o afastamento definitivo da búlgara Silvia Danekova, inscrita na prova de atletismo dos 3.000 obstáculos, que acusou eritropoietina (EPO) num controlo a que se submeteu à chegada ao Rio de Janeiro.

Danekova, de 33 anos, submeteu-se ao controlo a 26 de junho, dias depois da chegada da comitiva búlgara ao Rio de Janeiro.

Também excluído em definitivo por doping ficou halterofilista Tomasz Zielinksi, anunciou o TAS.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.