sicnot

Perfil

Rio 2016

Tribunal Arbitral do Desporto suspende nadadora chinesa Chen Xinyi por doping

© REUTERS FILE PHOTO / Reuters

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) suspendeu esta sexta-feira a nadadora chinesa Chen Xinyi, que ficou em quarto lugar nos 100 metros mariposa nos Jogos Olímpicos do Rio2016, após acusar positivo num controle de doping.

A análise efetuada à nadadora de 18 anos detetou uma substância diurética proibida pela Agência Mundial Antidopagem (AMA).

O TAS informou que a nadadora aceitou voluntariamente uma suspensão provisória e que o caso que haverá um veredito sobre o caso até ao encerramento dos Jogos Olímpicos, a 21 de agosto.

O tribunal anunciou ainda o afastamento definitivo da búlgara Silvia Danekova, inscrita na prova de atletismo dos 3.000 obstáculos, que acusou eritropoietina (EPO) num controlo a que se submeteu à chegada ao Rio de Janeiro.

Danekova, de 33 anos, submeteu-se ao controlo a 26 de junho, dias depois da chegada da comitiva búlgara ao Rio de Janeiro.

Também excluído em definitivo por doping ficou halterofilista Tomasz Zielinksi, anunciou o TAS.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.