sicnot

Perfil

Rio 2016

Simone Biles procura hoje na trave o quarto ouro olímpico

© Marko Djurica / Reuters

A norte-americana Simone Biles persegue hoje o quarto ouro olímpico na final de trave no Rio2016, rumo a um inédito 'penta' com o qual fará historia na ginástica artística.

Programa dos Jogos Olímpicos por modalidades para esta segunda-feira, 15 ago (17 medalhas de ouro):

09:00/13:00 Natação/águas abertas 10km (F)
10:00/14:00 Equestre Dressage individual
10:40/14:40 Atletismo Martelo (F)
11:00/15:00 Pugilismo 69kg (M) - meias-finais
11:15/15:15 Atletismo 3.000 metros obstáculos (F)
13:00/17:00 Vela Laser (M) - Medal Race Laser Radial (F) - Medal Race
14:00/18:00 Ginástica/artística Argolas (M) Barra fixa (F) Salto de cavalo (M)
16:00/20:00 Ciclismo/pista Omnium (M)
16:00/20:00 Luta greco-romana 85 kg (M) 130 kg (M)
17:00/21:00 Pugilismo 91 kg (M)
19:00/23:00 Halterofilismo 105 kg (M)
20:35/00:35 Atletismo Vara (M)
22:25/02:25 Atletismo 800 metros (M)
22:45/02:45 Atletismo 400 metros (F)

A texana de 19 anos já tem o ouro no concurso completo individual, na prova por equipas e no salto de cavalo, faltando-lhe agora a trave e o solo: falhou apenas a final das paralelas assimétricas.

Se cumprir com o seu favoritismo e alcançar os cinco títulos, Biles destaca-se de lendas da ginástica artística que obtiveram quatro títulos numa só edição: a soviética Larissa Latynina (1956), a checoslovaca Vera Caslavska (1968) e a romena Ecaterina Szabo (1984).

Flávia Saraiva é uma das fortes rivais ao ouro: a brasileira de apenas 1,33 metros e 33 quilos é um fenómeno de popularidade e procura ser a primeira mulher do seu país a conquistar um ouro na ginástica artística.

Hoje é dia igualmente de início das águas abertas, nomeadamente a prova feminina de 10 quilómetros, com um conjunto de fortes candidatas na emblemática praia de Copacabana, incluindo as credenciadas brasileiras Ana Marcela Cunha e Poliana Okimoto.

A plataforma de partida afundou-se e a partida será dada na água, há também fortes preocupações com a poluição, mas isso não impedirá a francesa campeã do mundo Aurélie Muller e a holandesa 'vice' Sharon van Rouwendaal de disputar o título, tal como a húngara Éva Ristztov e a norte-americana Haley Anderson, respetivamente ouro e prata em Londres2012.

No atletismo, o francês Renaud Lavillenie procura renovar o título olímpico no salto com vara, o mesmo sucedendo com o queniano David Rudisha, que em Londres conquistou o ouro ao recorde do mundo.

No setor feminino, nos 3.000 obstáculos a tunisina Habiba Ghribi tentará repetir o ouro de Londres2012, sendo que Ruth Jebet, do Qatar, se afigura como a principal adversaria, tendo sido claramente a mais rápida nas eliminatórias.

Com Lusa

  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • "Toda a gente merece direitos iguais"
    0:14

    Mundo

    A polícia de Istambul montou cordões de segurança para dispersar a multidão que se juntou para a Marcha do Orgulho Gay, este domingo. O Governo proibiu a marcha por considerar que representa um risco para a segurança pública. Uma das ativistas fala numa decisão sem sentido, e diz que todas as pessoas merecem direitos iguais.

  • "Ela veio lá de fora e começou a atropelar as pessoas"
    0:43

    Mundo

    O atropelamento deste sábado em Newcastle, no Reino Unido, provocou pelo menos seis feridos. No local, as pessoas relatam momentos de pânico. Uma testemunha afirma que a condutora nunca perdeu o controlo do carro e que dirigiu intencionalmente contra a multidão.