sicnot

Perfil

Rio 2016

Marta Onofre considera grande experiência a presença no Rio 2016

A atleta portuguesa Marta Onofre considerou hoje que foi uma grande experiência estar nos Jogos Olímpicos Rio2016, apesar de ter falhado a presença na final do salto com vara.

"Acima de tudo, foi uma grande experiência estar num palco como este. Há sempre coisas positivas a esperar. Em primeiro lugar, gostava de ter saltado um pouco mais, mas acima de tudo levo comigo uma boa experiência para preparar melhor o próximo ciclo olímpico e, se tudo correr bem, estar cá em melhor forma ainda em 2020", afirmou.

Recordista nacional, com 4,51 metros, Marta Onofre, que se estreava em Jogos Olímpicos, passou à primeira tentativa a 4,15 e 4,30 metros, mas acabou por falhar os três saltos a 4,45, lamentando o "tempo imenso" entre os saltos, por haver 19 atletas em cada um dos grupos da qualificação.

"Não saio magoada. Acho que dei o litro lá dentro. É difícil manter a concentração com tantos fatores de distração à volta, principalmente com o facto de demorar tanto entre cada salto. Acho que estive bem nesse aspeto, tenho pena de não me ter corrido bem ali o acerto das corridas com as varas mais fortes", disse.

Considerando que "era muito difícil" chegar à final, a atleta do Sporting disse que se tivesse passado os 4,45 metros já "não iria fazer nenhuma alteração em relação às varas" e que "ficaria ainda mais motivada para continuar para as próximas fasquias".

"A parte melhor da época foi a inicial, em que entrei com tudo, depois foi difícil manter a concentração o tempo todo. Agora, no final, já estrava a recuperar a concentração e a motivação. O balanço da época é bastante bom, com a qualificação para os Jogos e recorde nacional absoluto, de pista coberta e ao ar livre. É continuar e fazer melhor na próxima época", concluiu.

Também em prova, Maria Leonor Tavares, que tem um recorde pessoal de menos um centímetro do que a compatriota, passou à primeira a 4,15 metros, mas não passou a fasquia a 4,30, ficando igualmente fora da final.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.