sicnot

Perfil

Rio 2016

"Não haveria Jogos se não fosse eu"

Reuters

​O antigo Presidente do Brasil, Lula da Silva, disse esta segunda-feira sentir-se "esquecido" durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, sublinhando que sem o seu trabalho o evento desportivo não teria chegado ao Brasil.

"Na inauguração, senti-me como no filme Sozinho em casa e dei-me conta de que não haveria Jogos Olímpicos se não fosse eu", assinalou o ex-chefe de Estado num ato público realizado na cidade de Santo André, na região metropolitana de São Paulo.

A escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos foi feita em 2009 em Copenhaga, durante o segundo mandato de Lula da Silva, enquanto a sua organização foi gerida sob o chapéu da sua sucessora e afilhada política, Dilma Rousseff.

A própria Rousseff disse recentemente que se sentia como a "mãe" das Olimpíadas" e que considerava Lula como o "pai" daquele que é o maior evento desportivo do mundo.

A inauguração dos Jogos Olímpicos, contudo, foi encabeçada pelo Presidente interino, Michel Temer, que desde 12 de maio substitui Dilma Rousseff, afastada do cargo para o início de um processo que visa a sua destituição do cargo.

Lula também rebateu as críticas sobre a eleição do Rio como palco dos Jogos por causa da pobreza que ainda existe na cidade, apontando que os Olímpicos "não foram feitos para acabar com as favelas".

"É um evento desportivo. Em 500 anos de história, o Brasil não foi mostrado ao mundo da forma que o foi nos últimos 30 dias", acrescentou.

Lusa

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.