sicnot

Perfil

Rio 2016

Canoísta Teresa Portela triste por eliminação, mas orgulhosa da prova

A canoísta portuguesa Teresa Portela disse esta quarta-feira estar triste por ter falhado a final do K1 500 metros dos Jogos Olímpicos Rio2016, mas garantiu estar orgulhosa da prova que fez.

© Murad Sezer / Reuters

"Foi uma prova muito dura, estava vento contra, o que torna ainda prova mais dura, mais longa. Era a prova mais importante, sabia que tinha uma meia-final muito difícil, em que só passavam duas, por isso, tentei ao máximo ir com elas, chegar ao segundo lugar, mas não deu. Não estou desiludida, estou triste por não ter passado, mas orgulhosa do que fiz, porque acreditei até ao fim, dei tudo, as outras foram melhores", referiu.

O vento de frente complicou a tarefa de Teresa Portela, que pela terceira vez falhou a final de K1 500, mas sentiu-se bem ao longo da prova.

A canoísta Teresa Portela falhou a final de K1 500 dos Jogos Olímpicos, após ter sido quarta na terceira meia-final, com 1.58,360 minutos, sendo relegada para a final B, que atribui os lugares entre o oitavo e o 16.º lugar.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.