sicnot

Perfil

Rio 2016

Patrick Hickey suspende funções após detenção por suspeita de venda ilegal de bilhetes

O presidente do Comité Olímpico Irlandês, Patrick Hickey, suspendeu "temporariamente" todas as suas funções que ocupa no movimento olímpico, depois de ter sido detido e acusado de participar em venda ilegal de bilhetes do Rio2016.

Em comunicado, o Comité Olímpico Irlandês indicou que Hickey suspendeu também temporariamente as suas funções no Comité Olímpico Internacional, na presidência dos Comités Olímpicos europeus e na vice-presidência da associação de comités olímpicos.

A polícia do Rio de Janeiro deteve hoje Patrick Hickey num hotel da 'família olímpica', na Barra da Tijuca, por suspeita de participar numa rede de venda ilegal de bilhetes para os Jogos Rio2016, tendo a juíza encarregada do caso decretado a prisão preventiva do dirigente de 71 anos.

Depois de detido, o dirigente sentiu-se indisposto e foi transportado a um hospital, onde ainda se encontra, segundo o COI, e depois irá a uma esquadra prestar declarações".

A detenção segue-se a uma série de operações levadas a cabo pela polícia, contra aquilo que diz ser uma rede internacional de venda de bilhetes.

O responsável da empresa THG Sports, que estava licenciada para a revenda de bilhetes nos Jogos Londres2012 e Sochi2014 -- e da qual o filho de Hickey era funcionário - foi também detido por venda ilegal.

A polícia do Rio de Janeiro disse ainda ter confiscado cerca de 1.000 bilhetes, os quais estavam a ser vendidos acima do valor de mercado, nomeadamente para os acontecimentos mais importantes, como a cerimónia de abertura, por 8.000 dólares.

Alguns tinham o carimbo do Comité Olímpico da Irlanda.

O Comité Olímpico Internacional (COI) defendeu já a presumível inocência do presidente do comité olímpico irlandês e membro do próprio COI.

"Estamos a tratar de fundamentar os factos e ver o que aconteceu. Confiamos plenamente no sistema, mas temos de presumir a inocência de qualquer pessoa antes de a podemos acusar. Não temos mais a dizer, pois esperamos pelos resultados da investigação policial", disse o porta-voz do COI, Mark Adams.

Lusa

  • Preso suspeito por venda ilegal de bilhetes do Mundial
    1:27

    Mundial 2014

    A polícia do Rio de Janeiro deteve mais uma pessoa por venda ilegal de bilhetes para o Mundial. Trata-se do diretor de uma empresa parceira da FIFA que detém os direitos exclusivos dos camarotes VIP. Suspeito de liderar um esquema de venda ilegal de bilhetes para o Mundial de futebol, o diretor executivo da empresa Match Hospitality foi detido no hotel Copacabana Palace, onde regressou de madrugada, na sequência de um pedido de habeas corpus dos advogados. O britânico Raymond Whelan dirige a única representante autorizada pela FIFA a vender camarotes e pacotes VIP para jogos no Mundial.

  • Venda de bilhetes para o Mundial gera críticas e protestos no Rio de Janeiro
    1:33

    Desporto

    A FIFA colocou à venda mais 180 mil bilhetes para os jogos do Mundial e centenas de adeptos fizeram fila, durante várias horas, junto a um dos pontos de venda, no Rio de Janeiro. Os protestos não se fizeram esperar e foram bem audíveis. Os criticam a organização, o mau funcionamento do portal da FIFA na Internet e do elevado preço dos bilhetes.

  • Tribunal de Contas apresentou reservas em relação ao SIRESP em 2006

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O Tribunal de Contas avisou em 2006 que o Estado poderia sair prejudicado nos moldes em que o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) estava a ser desenhado. De acordo com a edição de hoje do Jornal de Notícias, terão sido a ausência de um concurso público, a falta de tempo para a apresentação de propostas e mexidas no caderno de encargos a motivar as reservas do tribunal.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • Bispo do Mali terá contas na Suíça com 12 M€
    1:49

    Mundo

    Há uma polémica a envolver um novo cardeal da Igreja católica. Um bispo do Mali, escolhido pelo Papa para o colégio cardinalício, está a ser relacionado com contas na Suíça onde estarão depositados milhões de euros. A cerimónia que o fará cardeal está marcada para hoje.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.