sicnot

Perfil

Rio 2016

Organização do Rio 2016 estima que faltam 54,6 M€ para os Paralímpicos

O comité organizador dos Jogos Olímpicos do Rio2016 indicou esta quinta-feira que necessita de 200 milhões de reais (54,6 milhões de euros) adicionais para realizar os Jogos Paralímpicos "com o nível de serviços" previstos.

Em conferência de imprensa, o porta-voz do Rio2016 Mario Andrada justificou o défice com a fraca venda de ingressos e com um contributo de patrocinadores inferior ao esperado.

Dos 2,3 milhões de ingressos emitidos, apenas 300 mil (cerca de 12 por cento) foram vendidos.

Entretanto, um tribunal federal brasileiro levantou o 'congelamento' de fundos destinados aos Jogos Paralímpicos Rio2016, para garantir a realização do evento.

Na semana passada, o mesmo tribunal tinha retido a transferência de fundos para o evento, por considerar que todos os relatórios apresentados não eram credíveis sobre a forma como as verbas seriam canalizadas.

Este congelamento de fundos tinha impedido a organização dos Jogos Paralímpicos disponibilizar verbas a vários países, que lhes permitissem viajar até ao Rio de Janeiro, já que não dispunham de meios próprios para o fazer.

Face a esta situação, houve mesmo ameaças de países mais carenciados de não se deslocarem ao Rio de Janeiro para participarem nos Jogos Paralímpicos.

"Seria uma vergonha para o Brasil não fazer esses Jogos", disse na segunda-feira o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que se disponibilizou a canalizar 150 milhões de reais (42,4 milhões de euros) para cobrir parte do financiamento em falta.

Os Jogos Paralímpicos realizam-se de 07 a 18 de setembro, no Rio de Janeiro.

Lusa

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.