sicnot

Perfil

Rio 2016

Ryan Lochte altera versão do assalto que diz ter sofrido no Brasil

© Michael Dalder / Reuters

O nadador norte-americano Ryan Lochte, investigado pela justiça brasileira devido a um alegado assalto que diz ter sofrido no domingo passado, alterou a sua versão dos acontecimentos, numa entrevista ao canal NBC.

Lochte, James Feigen, Gunnar Bentz e Jack Conger, companheiros na seleção dos Estados Unidos de natação, que participaram nos Jogos Olímpicos Rio 2016, alegam que foram vítimas de um assalto à mão armada por homens que vestiam uniformes da polícia, mas uma investigação inicial deixou dúvidas quanto à versão apresentada.

Os norte-americanos alegaram que regressavam de um festa em que estiveram com o nadador brasileiro Thiago Pereira no Club France, um espaço na lagoa Rodrigo de Freitas gerido pelo Comité Olímpico Francês.

Lacunas na versão dos nadadores e o vídeo da sua chegada às instalações da Vila Olímpica, horas depois do alegado assalto, levaram a polícia brasileira a abrir uma investigação sobre a veracidade das suas declarações.

Já nos Estados Unidos, Lochte contou à NBC uma versão ligeiramente diferente, aumentando as dúvidas sobre o sucedido.

O nadador, de 32 anos, diz agora que o assalto não terá ocorrido quando o grupo se dirigia para a Vila Olímpica, mas sim numa bomba de gasolina.

Segundo Lochte, os quatro nadadores foram à casa de banho da bomba e, quando voltaram ao táxi que os transportava, o motorista não ligou o carro.

"Foi nessa altura que dois homens se aproximaram do veículo com armas e distintivos da polícia", descreveu o nadador.

Na quarta-feira, a polícia brasileira impediu o embarque de Gunnar Bentz e Jack Conger no Rio de Janeiro, quando estavam prestes a viajar para os Estados Unidos, no âmbito desta investigação.

Antes, uma juíza tinha pedido que fossem retirados os passaportes aos quatro nadadores e proibiu-os de sair do Brasil, mas Lochte e Feigen já tinham regressado aos Estados Unidos.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.