sicnot

Perfil

Rio 2016

Comité dos EUA pede desculpas públicas pelo comportamento de quatro nadadores

O Comité Olímpico dos Estados Unidos (USOC) pediu esta quinta-feira desculpas públicas pelo comportamento dos quatro nadadores que disseram ter sido assaltados no Rio de Janeiro, admitindo que todos mentiram.

"O comportamento destes atletas não é aceitável e muito menos representa os valores da seleção dos Estados Unidos, nem a conduta da maioria dos seus elementos", aponta o comunicado do USOC, em referência aos nadadores Gunnar Bentz, Jack Conger, Ryan Lochte e James Feigen.

Depois de pedir "desculpas aos anfitriões e a todo o povo brasileiro", o USOC garantiu que avaliará "potenciais consequências" para os nadadores após os Jogos Rio 2016, que terminam no domingo.

A polícia brasileira informou na quinta-feira que o caso dos nadadores dos Estados Unidos, que disseram ter sido assaltados no último domingo no Rio de Janeiro, foi uma briga e não um assalto.

A constatação teve como base imagens de vídeo de um posto de combustível onde os nadadores aparecem a discutir com os funcionários no local.

A investigação começou depois de o quarteto de nadadores ter dito que foi assaltado depois de deixar uma festa na Casa da França, na Lagoa, zona sul do Rio de Janeiro.

No caminho para o alojamento, de táxi, os atletas pararam num posto de gasolina para ir à casa de banho.

No local, um deles teria danificado uma porta e iniciado uma discussão com os funcionários e seguranças. Os funcionários disseram que os nadadores estavam alcoolizados e começaram a urinar no jardim perto da loja de conveniência do posto.

Confrontado com as conclusões da investigação policial, o USOC admitiu que os nadadores "cometeram atos de vandalismo".

Lusa

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.