sicnot

Perfil

Rio 2016

"O nosso lema é juntos por um sonho"

O canoísta português Emanuel Silva afirmou esta sexta-feira que o lema do K4 português é "juntos por um sonho", o de conseguir uma medalha na final de sábado, para a qual se qualificaram numa meia-final "controlada".

"Temos um lema e o nosso lema é: juntos por um sonho e só temos de pôr isso em prática, nunca duvidar de nós, nunca menosprezar os adversários e, acima de tudo, dar o nosso máximo e aproveitar para fazer o que mais gostamos", disse.

Na meia-final desta sexta-feira, "foi só controlar o resultado, foi só garantir a passagem", com um segundo lugar, a 0,011 segundos da Austrália, depois de uma primeira eliminatória em que que foram quartos - apenas o vencedor seguia direto para a final.

"Já vínhamos com essa estratégia montada. Sabíamos que era possível, sabíamos que a concorrência ia ser forte, porque estamos nos Jogos Olímpicos, mas nós somos superiores, temos de pensar que somos superiores", frisou.

Emanuel Silva promete mais para a final: "Por aquilo que toda a gente viu, podemos dizer que vamos andar mais. Nós temos essa confiança, que podemos dar mais, que podemos ultrapassar os nossos limites".

"Finais olímpicas são para ser feitas ao máximo. Já foram feitas aqui finais olímpicas ao máximo e amanhã (sábado) será mais uma final para fazer ao máximo. Vamos deixar tudo nos últimos 1.000 metros deste ciclo olímpico. E os últimos 1.000 metros vão ser feitos ao máximo. Não há outra hipótese, não há uma segunda oportunidade", prosseguiu.

O K4 promete dar tudo, mas está consciente das dificuldades que vai encontrar: "Nós somos favoritos? São oito barcos favoritos. Era a mesma coisa que eu vinha a dizer no K2, todos os oito barcos que estão à partida são favoritos. Não podemos dizer que os favoritos é fulano tal, a ou b, c ou d. Já foi aqui provado que os favoritos ficaram fora das medalhas".

"Por isso mesmo, não há favoritos à partida. Existem adversários que temos de respeitar e nunca menosprezar, mas eles também têm que nos respeitar, porque nós somos feitos da mesma raça que eles ou somos ainda mais fortes do que eles, porque não temos nada a temer. Somos portugueses, somos lutadores, somos guerreiros", disse, empolgado.

Além do desejo que já existia, há ainda o extra de um quarto e um quinto lugares para vingar: "Temos a raiva dos resultados que estão para trás, pois não conseguimos aquilo que tanto queríamos por tão pouco. Portanto, vamos transformar essa raiva e deixá-la toda dentro da água".

Lusa

  • Os confrontos de Rui Rio
    3:38

    País

    Esta não é a primeira vez que Rui Rio enfrenta adversidades. O mesmo aconteceu durante a presidência da Câmara do Porto, quando assumiu uma rutura total com o Futebol Clube do Porto. Na primeira conferência de imprensa como presidente do PSD, avisou os adversários internos de que o clima de confronto é um ambiente do qual gosta.

  • Governo aceita diálogo com PSD após eleição de Rio
    1:52

    País

    Com a eleição de Rui Rio, o Governo aceitou entender-se com o PSD, provocando algumas críticas por parte do PCP e o Bloco de Esquerda. O líder parlamentar socialista diz que admitir o diálogo é Democracia, mas garante que o que sempre dividiu o PS do PSD mantém-se.

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Vírus do Zika pode proteger contra a dengue

    Mundo

    Uma equipa de investigadores brasileiros acredita que a infeção do vírus Zika pode tornar a pessoa imune contra a dengue. Anteriormente, uma investigação chinesa já tinha conseguido provar o inverso: quem apanha dengue pode estar mais protegido contra o vírus do Zika.

    SIC

  • Pesca explora mais de metade de todos os oceanos

    Economia

    A pesca industrial explora mais de metade de todos os oceanos, uma área quatro vezes maior que a utilizada pela agricultura, havendo mais atividade no norte do Atlântico e do Pacífico, conclui um estudo divulgado esta quinta-feira.