sicnot

Perfil

Rio 2016

Maratona fecha atletismo, Estados Unidos tentam o 'tri' no basquetebol

© POOL New / Reuters

O último dia dos Jogos Olímpicos Rio2016, que começa com a maratona masculina, contempla três importantes finais coletivas masculinas, sendo a mais mediática a do basquetebol, na qual a Sérvia vai tentar impedir os Estados Unidos de fazer o 'tri'.

Na prova que fecha o programa do atletismo, o ugandês Stephan Kiprotich defende o título conquistado em Londres2012. Enttre os opositores, realce para os quenianos Eliud Kipchoge e Stanley Biwot, primeiro e segundo na maratona de Londres, com as melhores marcas do ano.

Na fase de grupos do basquetebol, os norte-americanos bateram os sérvios por apenas três pontos (94-91) e só respiraram de alívio quando, no último segundo, o lançamento de três pontos do sérvio Bogdan Bodganovic bateu no aro e saiu, impossibilitando assim o prolongamento.

Os Estados Unidos têm somado vitórias 'escassas' para o seu habitual domínio esmagador, como o comprovam os 100-97 à França ou os 82-76 à dupla vice-campeã olímpica Espanha.

Não menos emocionante espera-se que seja a final do voleibol masculino, com Brasil e Itália a disputar o título, depois de os 'canarinhos' terem afastado os campeões olímpicos russos, 'vingando' assim a derrota em Londres2012, e os transalpinos terem batido os Estados Unidos.

Na sua quarta final seguida, o Brasil procura o terceiro título olímpico, enquanto a Itália tem duas pratas, tendo perdido igualmente a final de Atlanta1996, por 3-2 com a Holanda.

No andebol, Dinamarca, pela primeira vez numa final, vai desafiar o favoritismo da bicampeã França.

Os nórdicos afastaram a Polónia (29-28), após prolongamento, enquanto os gauleses, igualmente campeões do mundo, se impuseram à Alemanha, pelos mesmos 29-28, com um golo no último segundo.

- Domingo, 21 ago (12 medalhas de ouro):

09:30/01:30AtletismoMaratona (M)

11:00/15:00Ginástica/rítmicaCompetição por equipas (F)

12:30/16:30Ciclismo/BTTCross-Country (M)

12:45/16:45Luta livre65kg (M)

97kg (M)

13:15/17:15VoleibolFinal (M)

14:00/18:00Pugilismo75kg (F)

52kg (M)

64kg (M)

+91kg (M)

14:00/18:00AndebolFinal (M)

15:45/19:45BasquetebolFinal (M)

  • Madonna diz que América nunca desceu tão baixo
    2:12

    Mundo

    No mundo artístico, foram várias as vozes que se levantaram contra Trump, entre elas Madonna. A cantora disse esta quinta-feira em Nova Iorque, a propósito do dia da tomada de posse, que nunca a América desceu tão baixo. Já o ator Matthew McConaughey - que está em Londres - garantiu que não ia perder a cerimónia pela televisão.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida