sicnot

Perfil

Rio 2016

Nicolás Maduro premeia atletas venezuelanos com casas e dólares

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, aprovou esta segunda-feira um aumento de 50% dos subsídios dos atletas venezuelanos que participaram no Rio2016, que receberão também uma ajuda financeira em dólares e casas do programa governamental Grande Missão Habitação.

"Isto deve estimular a massificação do desporto como um veículo de saúde, de valores, de solidariedade, mas também como o grande terreno sobre o qual semear os valores e os medalhistas de ouro", disse o chefe de Estado.

Nicolás Maduro falava no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, numa cerimónia em que recebeu os atletas venezuelanos e os homenageou com a Ordem José Félix Ribas.

"Felicidades a todos os atletas venezuelanos, aos técnicos, diretores, ao presidente do Instituto de Desporto e ao presidente do Comité Olímpico. Missão cumprida, devemos sentir-nos orgulhos e as mulheres devem sentir-se orgulhosas, pelo espírito de competitividade e luta que tem a nossa juventude", frisou.

Maduro anunciou também que aprovou "todos os recursos para que comecem os preparativos para o Tóquio 2020", salientando que "a Venezuela tem que ir em frente e brilhar".

Os atletas venezuelanos conquistaram uma medalha de prata, duas de bronze e 12 diplomas olímpicos durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Os atletas chegaram hoje ao Aeroporto Internacional Simón Bolívar de Maiquetia (norte), no Estado venezuelano de Vargas, de onde partiram em caravana até ao palácio presidencial de Miraflores, no centro de Caracas.

Lusa

  • Grupo armado mata 26 cristãos no Egipto
    1:03
  • O "chega p'ra lá" de Trump
    2:35
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • Álcool é "de longe" a droga mais consumida pelos portugueses

    País

    O álcool é, "de longe", a substância mais consumida pelos portugueses que responderam ao maior inquérito `online` sobre consumo de drogas, com mais de 14% dos homens a descreveram padrões considerados problemáticos, segundo os resultados hoje divulgados.