sicnot

Perfil

Rio 2016

Presidente do COI diz que brasileiros devem estar orgulhosos dos Jogos

MARCOS BRINDICCI

O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, disse este domingo que os brasileiros devem estar orgulhosos da realização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

"Nós amamos-vos, brasileiros. Obrigado pela calorosa hospitalidade. O Brasil unido animou o mundo nos últims 16 dias. Têm muitas razões para estar orgulhosos", disse o alemão, no seu discurso na cerimónia de encerramentos dos Jogos.

Para Bach, estes "Jogos Olímpicos foram a celebração da diversidade", confiando que os "valores olímpicos vai criar união dentro desta diversidade".

O presidente do COI agradeceu ainda aos atletas, pela sua "incrível prestação" e por terem mostrado "o poder para unir o mundo, competindo com respeito e vivendo juntos", e terem enviado "uma mensagem de paz para todo o mundo".

"Obrigado aos refugiados, que nos inspiraram com o seu talento. São um símbolo de esperança para refugiados para todo o mundo", referiu.

Bach entregou ainda aos cariocas a Taça Olímpica, criada a 110 anos por Pierre de Coubertin, pai dos Jogos modernos.

Por fim, o presidente do COI declarou encerrados os Jogos da XXXI Olimpíada.

Lusa

  • As polémicas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro
    2:11

    Rio 2016

    Como em todas as grandes competições desportivas, os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro também ficam marcados por alguns escândalos. O caso mais grave é o do membro do Comité Olímpico Internacional, detido por suspeita de venda ilegal de bilhetes. Contudo, a polémica que mais deu que falar foi a dos quatro nadadores norte-americanos que mentiram sobre um alegado assalto.

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Terra volta a termer no México

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6,2, na escala de Richter, foi registado às 05h30, hora local, 23h30, em Lisboa. Até ao momento não há registo de vítimas ou danos materiais.

  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04

    Mundo

    O Presidente francês volta hoje a ser alvo de manifestações contra a reforma laboral. Os protestos foram organizados por Jean Luc Melenchon, o candidato da extrema-esquerda que concorreu contra Macron.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.