sicnot

Perfil

Rio 2016

Campeão de taekwondo Ahmad Abughaush recebido como herói na Jordânia

© Muhammad Hamed / Reuters

Ahmad Abughaush, que se sagrou campeão de taekwondo na categoria de -68kg nos Jogos Rio2016, foi recebido na terça-feira na Jordânia como um herói nacional, depois de ter conquistado a primeira medalha olímpica para o país.

Desde a sua primeira participação em Jogos Olímpicos, em 1980, em Moscovo, a Jordânia nunca tinha conseguido sequer um lugar no pódio.

Agora, o primeiro pódio da história da Jordânia foi logo o lugar mais alto e ocupado por Ahmad Abughaush, de 20 anos.

Rei Abdullah II fretou um avião especial para trazer o campeão e os outros atletas da Jordânia que participaram nos Jogos Olímpicos Rio2016.

Várias dezenas de pessoas esperaram em euforia o novo herói jordano no aeroporto de Amã, acenando com as bandeiras da Jordânia.

Pela capital foram espalhados cartazes com a foto do jovem, de 20 anos, com a inscrição "a nossa juventude é a nossa riqueza".

Lusa

  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser "derrotada como todos os outros"

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • António Guterres, "o governante mais amado desde sempre em democracia"
    2:27

    País

    António Guterres foi distinguido com o grau de honoris causa pela Universidade de Lisboa. A cerimónia decorreu esta manhã e contou com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro. Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que Guterres foi o governante mais amado da democracia portuguesa.