sicnot

Perfil

Rio 2016

Lochte falha Mundial de 2017 por mentira sobre assalto no Rio de Janeiro

© David Gray / Reuters

O norte-americano Ryan Lochte, envolvido num rocambolesco caso de alegadas agressões nos Jogos Olímpicos Rio2016, vai ser suspenso por 10 meses, confirmou esta quinta-feira o Comité Olímpico dos Estados Unidos (USOC) e a federação de natação do seu país.

A suspensão terá fim apenas a 30 de junho de 2017, o que impede que o multimedalhado olímpico vá aos campeonatos nacionais dos Estados Unidos, perdendo assim a hipótese de seleção para os Mundiais de Budapeste2017.

Lochte inventou ter sido vítima de assalto no Rio de Janeiro, juntamente com três companheiros de equipa. Segundo o portal TMZ.com, que avançou a notícia, as sanções para James Feigen, Gunnar Bentz e Jack Conger não vão exceder os quatro meses fora das piscinas.

Ao regressarem de uma festa a 14 de agosto, danificaram um posto de abastecimento de combustível e envolveram-se numa confusão com os seguranças do espaço. Após o incidente, os nadadores informaram a polícia de que tinham sido vítimas de um assalto, mas, mais tarde, as autoridades desmontaram essa versão na sequência de investigações.

Ryan Lochte, que soma 12 medalhas olímpicas, pediu desculpas por ter "exagerado algumas partes da história", disse que se esqueceu de "alguns detalhes" e assumiu que ainda estava embriagado quando revelou o incidente. Depois do ocorrido, Ryan Lochte voltou aos Estados Unidos, enquanto Gunnar Bentz, Jack Conger e Jimmy Feigen permaneceram no Brasil.

No Rio2016, Lochte ganhou uma medalha de ouro nos 4x200 metros livre e ficou em quinto lugar nos 200 metros estilos.

Lusa

  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.