sicnot

Perfil

Rio 2016

Polícia quer ouvir presidente do COI no caso da rede ilegal de bilhetes

A polícia do Rio de Janeiro revelou esta quinta-feira que pretende ouvir como testemunha o presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, no âmbito da investigação sobre a venda ilegal de bilhetes desmantelada durante os Jogos Olímpicos.

"Queremos ouvir Thomas Bach como testemunha desde que ele foi citado em 'e-mails' para esclarecer algumas dúvidas", disse hoje Ronaldo Oliveira, chefe da Polícia Civil do Rio durante uma conferência de imprensa.

Thomas Bach não participou na quarta-feira na cerimónia de abertura dos Jogos Paralímpicos do Rio por ter marcado presença no funeral do antigo presidente alemão Walter Scheel.

A ausência de presidente do COI, - inédita desde 1984 -- foi tanto mais surpreendente quanto é sabido que o seu serviço de imprensa tinha informado que ele estaria no Rio de Janeiro durante os Jogos Paralímpicos, até 18 de setembro.

Isso aumentou as especulações da imprensa brasileira acerca da intenção da polícia querer ouvir Thomas Bach no âmbito do processo contra o ex-presidente do Comité Olímpico Irlandês, Parick Hickey, detido a 17 de agosto no Rio de Janeiro e acusado de participar numa rede de venda ilegal de bilhetes para os Jogos.

Em julho de 2015, Patrick Hickey enviou um 'e-mail' para Thomas Bach a solicitar mais bilhetes do que aqueles que lhe tinham sido concedidos para Rio2016, alegando que tinha recebido muitos mais em 2012 para os Jogos de Londres, revelou Ricardo Barbosa de Souza, comissário do departamento de combate à fraude, na mesma conferência de imprensa.

"O senhor Bach não respondeu, mas sabemos que o senhor Hickey foi premiado com 296 bilhetes adicionais para os Jogos Olímpicos do Rio e é por isso que queremos ouvir o presidente do COI", acrescentou o comissário.

A troca de 'e-mails' entre ambos foi encontrada no disco rígido do computador de Martin Burk, outro membro do Comité Olímpico Irlandês, durante uma pesquisa conduzida pela polícia do Rio no hotel da delegação irlandesa.

No total, o tráfego gerou uma receita de, pelo menos, 10 milhões de reais (2,8 milhões de euros), de acordo com a polícia, que apreendeu 781 bilhetes destinados a serem vendidos a preços muito elevados, especialmente para cerimónias de abertura e encerramento dos Jogos.

Patrick Hickey, de 71 anos, foi detido a 17 de agosto no Rio de Janeiro numa prisão de alta segurança, e mais tarde libertado por razões de saúde, mas teve de entregar seu passaporte e foi proibido de deixar o território brasileiro.

Lusa

  • Libertado irlandês envolvido no escândalo de venda de bilhetes no Rio 2016

    Rio 2016

    Foi libertado um dos vários responsáveis desportivos irlandeses que tinha sido detido no Brasil, na sequência de um escândalo de venda de bilhetes para os Jogos Olímpicos. Kevin Mallon era diretor de uma empresa de venda de bilhetes que foi contratada pelo Comité Olímpico da Irlanda para revenda dos ingressos ao público a preços cinco vezes acima do normal.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC