sicnot

Perfil

Rio 2016

Organização dos Paralímpicos repreende corredor etíope por protesto político

O atleta etíope Tamiru Demisse, medalha de ouro nos 1.500 metros dos Jogos Paralímpicos Rio2016, foi repreendido devido ao protesto que protagonizou contra o seu Governo, anunciou o comité organizador da competição.

O corredor cego, de 22 anos, cruzou as mãos acima da cabeça, como se estivesse algemado, após passar a linha de chegada da prova que venceu, um gesto utilizado pelos seus compatriotas nas manifestações antigovernamentais, violentamente reprimidas na Etiópia, e por outro atleta daquele país africano, o maratonista Feyisa Lilesa, durante os Jogos Olímpicos, em agosto.

O gesto foi considerado "desajustado" pelo Comité Paralímpico Internacional (IPC), conforme declarou o seu presidente Philipe Craven: "Dissemos claramente, esta manhã, que as manifestações políticas não são aceites durante os Jogos".

O governo etíope fez saber, no caso de Lilesa, que não seria molestado pelo seu gesto, mas o agente de Lilesa afirmou hoje, citado pela agência France Press, que "ele não voltará" ao seu país.

Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.