sicnot

Perfil

Rio 2016

Patrick Hickey diz-se "completamente inocente" no caso dos bilhetes

O presidente do Comité Olímpico Irlandês, Patrick Hickey, afirmou, em comunicado divulgado esta segunda-feira, que está "completamente inocente" das acusações de revenda ilegal de bilhetes para os Jogos Olímpicos Rio2016 que pendem contra ele pela justiça brasileira.

"Tenho a intenção de enfrentar todas as acusações e de me defender de todas elas. Estou totalmente inocente e pretendo defender o meu nome e a minha reputação", diz Patrick Hickey, que é igualmente membro do Comité Olímpico Internacional (COI).

O dirigente irlandês reafirma a total confiança no sistema judicial brasileiro e está confiante que vai ser considerado inocente de todas as acusações que o ligam à revenda ilegal de ingressos.

"A minha prioridade é recuperar a saúde o mais rápido possível", disse ainda Patrick Hickey, libertado da prisão pelo tribunal do Estado do Rio de Janeiro a 29 de agosto por razões médicas.

Patrick Hickey, que é igualmente chefe dos Comités Olímpicos Europeus (EOC), adiantou que não irá fazer mais comentários até à conclusão do assunto e que nunca esteve sob prisão domiciliária.

Hickey foi detido a 17 de agosto, no Rio de Janeiro, acusado de integrar uma rede de revenda ilegal de bilhetes para os Jogos Olímpicos, que teria gerado uma receita de pelo menos de 2,8 milhões de euros.

O governo irlandês lançou uma investigação independente sobre a venda ilegal de bilhetes através da extensão das investigações para os Jogos Olímpicos Londres2012 e Jogos Olímpicos de Inverno Sochi2014.

Lusa

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35