sicnot

Perfil

Rio 2016

Patrick Hickey diz-se "completamente inocente" no caso dos bilhetes

O presidente do Comité Olímpico Irlandês, Patrick Hickey, afirmou, em comunicado divulgado esta segunda-feira, que está "completamente inocente" das acusações de revenda ilegal de bilhetes para os Jogos Olímpicos Rio2016 que pendem contra ele pela justiça brasileira.

"Tenho a intenção de enfrentar todas as acusações e de me defender de todas elas. Estou totalmente inocente e pretendo defender o meu nome e a minha reputação", diz Patrick Hickey, que é igualmente membro do Comité Olímpico Internacional (COI).

O dirigente irlandês reafirma a total confiança no sistema judicial brasileiro e está confiante que vai ser considerado inocente de todas as acusações que o ligam à revenda ilegal de ingressos.

"A minha prioridade é recuperar a saúde o mais rápido possível", disse ainda Patrick Hickey, libertado da prisão pelo tribunal do Estado do Rio de Janeiro a 29 de agosto por razões médicas.

Patrick Hickey, que é igualmente chefe dos Comités Olímpicos Europeus (EOC), adiantou que não irá fazer mais comentários até à conclusão do assunto e que nunca esteve sob prisão domiciliária.

Hickey foi detido a 17 de agosto, no Rio de Janeiro, acusado de integrar uma rede de revenda ilegal de bilhetes para os Jogos Olímpicos, que teria gerado uma receita de pelo menos de 2,8 milhões de euros.

O governo irlandês lançou uma investigação independente sobre a venda ilegal de bilhetes através da extensão das investigações para os Jogos Olímpicos Londres2012 e Jogos Olímpicos de Inverno Sochi2014.

Lusa

  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Jornalista bielorrusso come jornal após perder aposta

    Desporto

    Vyacheslav Fedorenko, editor de desporto de um importante jornal da Bielorrúsia, apostou que o Dinamo Minsk não chegaria aos play-offs da Kontinental Hockey League (KHL), uma liga internacional dominada por equipas russas. Perdeu e acabou a comer as próprias palavras, impressas em papel.