sicnot

Perfil

Rio 2016

Joana Calado quinta nos 100 m bruços com recorde nacional

A portuguesa Joana Calado terminou esta quarta-feira na quinta posição a final dos 100 metros bruços SB8 dos Jogos Paralímpicos Rio2016, batendo o recorde nacional, depois de ter feito a passagem aos 50 metros na terceira posição.

"A eliminatória da manhã correu bem, agora, à tarde, a tática era 'rasgar' nos primeiros 50 metros e depois dar tudo", disse a atleta no final da prova, que terminou com o tempo de 1.25,96 minutos, depois de ter feito 1.26,52, nas eliminatórias.

Joana Calado, de 24 anos, garantiu estar satisfeita com a prova, na qual melhorou o recorde de Portugal (1.25,99) - que já lhe pertencia -, lembrando que igualou o lugar conseguido há oito anos em Pequim, quando tinha apenas 16 anos.

"Dei tudo o que tinha para dar, infelizmente não deu para mais", afirmou a atleta do Sporting, explicando que desde de que voltou à alta competição, há menos de um ano, retirou 11 segundos à marca conseguida hoje, já que começou a "nadar na 'casa' de 1.36 minutos".

Joana Calado, que vive e estuda em Manchester, no Reino Unido, garantiu que quer pensar "numa coisa de cada vez" e que, para já, vai focar-se na conclusão da tese na área das ciências da computação.

"O objetivo agora é acabar a universidade e tratar de outros aspetos da minha vida", afirmou a nadadora, que não tem o antebraço direito, não querendo falar sobre uma possível presença em Tóquio2020.

Depois de há oito anos ter sido a 'benjamim' da comitiva portuguesa nos Jogos Paralímpicos Pequim2008, Joana Calado voltou a competir ao mais alto nível em maio deste ano nos campeonatos europeus de natação do Comité Paralímpico Internacional (IPC), disputados no Funchal, nos quais conseguiu mínimos para o Rio de Janeiro.

Durante os anos em que não competiu ao mais alto nível, Joana Calado nunca se desligou do desporto e, em Inglaterra, participou em algumas provas de masters e de triatlo e tirou o curso de treinadora de natação.

Na final dos 100 metros bruços SB8, a canadiana Katarina Roxon conquistou a medalha de ouro, com a marca de 1.19,44 minutos, enquanto a britânica Claire Cashmore conseguiu a prata (1.20,60), e a irlandesa Ellen Keane o bronze (1.23,07).

Lusa

  • Portugueses David Grachat e Mário Trindade nas finais das suas categorias

    Rio 2016

    O português David Grachat garantiu esta sexta-feira presença na final dos 400 metros S9, dos Jogos Paralímpicos Rio2016, distância na qual conquistou em maio uma medalha de bronze nos Campeonatos Europeus de natação adaptada. Já o atleta Mário Trindade, de 41 anos, garantiu presença na final dos 100 metros T52 (deficiência motora), dos Jogos Paralímpicos Rio2016, ao terminar em segundo a sua série.

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57