sicnot

Perfil

Rio 2016

Parlamento aprova voto de louvor à missão olímpica e paraolímpica portuguesa

A Assembleia da República aprovou esta sexta-feira por unanimidade um voto de louvor às missões portuguesas aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio 2016, "por terem honrado e dignificado o desporto português ao mais alto nível".

O voto, subscrito pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e por todos os partidos, sublinha que "os atletas portugueses souberam ser uma vez mais fiéis aos valores da excelência, da amizade e do respeito, e também da coragem, da determinação, da inspiração e da igualdade, os valores que regem os movimentos olímpico e paralímpico".

"Para além do empenho e brio que todos os atletas colocaram nas suas prestações, merecem destaque as cinco medalhas de bronze e os trinta e cinco diplomas obtidos pelas missões nacionais", lê-se no voto.

O documento destaca a única medalha portuguesa nos Jogos Olímpicos, o bronze conquistado pela atleta Telma Monteiro, no judo (-57 kg), "merecendo uma justa palavra de reconhecimento e gratidão pela perseverança e garra que incutiu na sua prestação".

Nos Jogos Paralímpicos, é sublinhada a medalha de bronze nos 400 metros, classe T12 (deficientes visuais), de Luís Gonçalves, a medalha de bronze de Manuel Mendes na maratona T46, e o bronze de José Carlos Macedo, no boccia BC3.

O voto destaca ainda, em termos coletivos, o bronze conquistado pela equipa de boccia BC1-BC2, constituída por Abílio Valente, António Marques, Cristina Gonçalves e Fernando Ferreira, que alcançou a 90.ª medalha para Portugal em Jogos Paralímpicos, ao bater a Argentina por 6-2".

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.