sicnot

Perfil

Rock in Rio Lisboa

Rock in Rio Lisboa

Rock in Rio

Câmara de Lisboa atribui louvor público ao Rock in Rio pelo trabalho social

A Câmara Municipal de Lisboa aprovou, com o voto contra do PCP, a atribuição de um louvor público ao festival Rock in Rio, pelo trabalho desenvolvido no combate ao desperdício alimentar, foi hoje anunciado.

O voto de louvor público foi apresentado na quarta-feira numa reunião provada pelo vereador do CDS-PP e comissário municipal de Combate ao Desperdício Alimentar, João Gonçalves Pereira, e subscrito pelo vereador dos Direitos Sociais, João Afonso.

João Gonçalves Pereira explicou à Lusa que este louvor se prende com as "intervenções do festival do ponto de vista social, nomeadamente quanto à entrega dos alimentos excedentes".

"Enquanto comissário municipal de Combate ao Desperdício Alimentar evidentemente que aplaudo e acompanho a recolha das sobras que são distribuídas depois à cidade de Lisboa", através de entidades como a Refood e a Dariacordar, disse o vereador.

O centrista aproveitou para deixar também um repto às organizações de outros festivais: "Sendo 2016 o ano do combate ao desperdício alimentar, deixo o apelo a que vários festivais um pouco por todo o país também tenham especial atenção a esta matéria".

Este voto mereceu apreciação favorável de toda a vereação, à exceção dos eleitos pelo PCP.

Contactado pela Lusa, o vereador Carlos Moura justificou o sentido de voto com o facto de não estar de acordo com a isenção de taxas de que o festival beneficia e com a sua localização.

"Não é a sua dimensão social nem a sua dimensão cultural que pomos em causa, estamos a pôr em causa a questão da dimensão das taxas e da localização do festival", afirmou.

O festival localiza-se no Parque da Bela Vista, espaço verde que os comunistas consideram que deve estar destinado "ao usufruto da população" e não pode ser utilizado para um evento destinado à obtenção de lucros.

Em 2014 foi aprovada em assembleia municipal uma proposta para isenção das taxas relativas às próximas sétima e oitava (2016 e 2018) edições do Rock in Rio, de cerca de 3,5 milhões em cada ano.

A proposta assentava na "projeção internacional da cidade de Lisboa" proporcionada pelo festival do Parque da Bela Vista, e já na altura mereceu o voto contra do PCP.

O documento fazia referência ainda ao facto de este festival ter sido "o primeiro evento com parque de bicicletas e a organizar planos especiais de transporte para os cidadãos", bem como ao empenho na reciclagem do lixo.

A edição deste ano do Rock in Rio Lisboa acontece nos dias 19, 20, 27, 28 e 29 de maio, no Parque da Bela Vista.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.