sicnot

Perfil

Shimon Peres 1923-2016

Shimon Peres 1923-2016

Shimon Peres 1923-2016

Marcelo recorda Peres como figura mundial de paz e exemplo notável

© Nir Elias / Reuters

O Presidente da República lembrou hoje o antigo chefe de Estado de Israel Shimon Peres como uma grande figura mundial de paz, de fraternidade e de solidariedade, sublinhando a importância do seu exemplo notável não ser esquecido.

"A paz deve-lhe muito, como foi reconhecido pelo Prémio Nobel e é com muita pena que vemos desaparecer uma figura de paz, de fraternidade, de solidariedade, de criação de condições para aquela área que tanto tem sofrido a guerra, a incompreensão, o afrontamento", afirmou o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações aos jornalistas à saída do Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações, que decorre em Lisboa.

Fazendo votos para que "o exemplo notável e que apela muito no coração de todos os que amam a paz em todo o mundo" possa servir de inspiração, o Presidente da República considerou Shimon Peres como "uma grande figura não apenas nacional, mas mundial".

Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda que o antigo Presidente de Israel tinha sido convidado a deslocar-se a Portugal e que a visita deveria realizar-se dentro de um mês.

"Mas, infelizmente não vai acontecer", lamentou.

O Presidente da República acrescentou ainda que já apresentou os sentimentos à família de Shimon Peres e ao povo israelita.

O ex-presidente de Israel e Nobel da Paz Shimon Peres morreu hoje, por volta das 03:00 (01:00 em Lisboa).

Shimon Peres sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) a 13 de setembro e encontrava-se hospitalizado desde então.

Peres era o último sobrevivente da geração dos "pais fundadores" de Israel e foi um dos principais artesãos dos acordos de Oslo, assinados com os palestinianos em 1993, o que lhe valeu a atribuição do Nobel da Paz em 1994.

Shimon Peres ocupou quase todos os mais importantes cargos políticos em Israel - ministro de várias pastas em vários governos, primeiro-ministro interino, primeiro-ministro e presidente (2007-2014).

Lusa

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08