sicnot

Perfil

Shimon Peres 1923-2016

Shimon Peres 1923-2016

Shimon Peres 1923-2016

"O meu pai amou Israel até ao último suspiro"

Dan Balilty/ AP

O filho do ex-Presidente israelita Shimon Peres afirmou hoje que o seu pai, que morreu esta madrugada aos 93 anos, "amou o povo de Israel até ao seu último suspiro".

"Não teve outro interesse que não o de servir o povo de Israel, tanto que acreditava e amou-o até ao último suspiro", disse Jemi Peres, ao ler um comunicado no hospital Shiva, da localidade de Tel Hashomer, perto de Telavive, onde hoje morreu o estadista.

O filho de Peres leu - em hebreu e em inglês - uma declaração em que realçou que o seu pai "fez parte da geração dos fundadores de Israel e serviu o Estado desde o dia da sua fundação até ao seu último dia" de vida.

"Despedimo-nos hoje, com grande pesar, do nosso querido pai, do nosso líder de família, o nono Presidente do Estado de Israel, Shimon Peres", disse.

Jemi Peres passou ainda em breve revista a longa carreira política do pai, antes de agradecer à equipa médica que acompanhou Shimon Peres e as manifestações de apoio e carinho oriundas de Israel e do resto do mundo.

"O meu pai costumava dizer que só és tão grande como a causa a que serves", recordou.

Shimon Peres morreu hoje, aos 93 anos, por volta das 03:00 (01:00 em Lisboa), aproximadamente duas semanas depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC) que o deixou hospitalizado.

Peres era o último sobrevivente da geração dos "pais fundadores" de Israel e foi um dos principais artesãos dos acordos de Oslo, assinados com os palestinianos em 1990, o que lhe valeu a atribuição do Nobel da Paz em 1994.

o estadista ocupou quase todos os mais importantes cargos políticos em Israel: foi ministro de várias pastas em diversos governos, primeiro-ministro interino, primeiro-ministro e Presidente (2007-2014).

Lusa

  • Descida da TSU inconstitucional?
    2:37

    TSU

    Especialistas ouvidos pela SIC põem em causa a constitucionalidade da descida da Taxa Social Única dos patrões, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo. Como se trata de um imposto pago pelas empresas, só o Parlamento pode decidir uma alteração nas taxas. Neste caso, o Governo decidiu sozinho.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.