sicnot

Perfil

Shimon Peres 1923-2016

Shimon Peres 1923-2016

Shimon Peres 1923-2016

Obama renova compromisso com paz no Médio Oriente como "tributo"

© Larry Downing / Reuters

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, renovou o seu compromisso para que israelitas e palestinianos alcancem um acordo de paz como "tributo" ao seu "amigo" Shimon Peres, que morreu hoje aos 93 anos.

"Não imagino, esta noite, um melhor tributo à sua vida do que renovar o nosso compromisso com a paz que ele acreditava ser possível", disse Obama, num comunicado em que lamentou a morte do estadista que representava, a seu ver, a "essência" do seu país.

Em 2012, Barack Obama concedeu a Shimon Peres a Medalha Presidencial da Liberdade, considerada a maior condecoração civil dos Estados Unidos.

"Como norte-americanos, estamos em dívida para com ele porque (...), durante estes anos, ninguém fez mais para construir uma aliança entre os nossos países, uma aliança inabalável, que hoje está mais perto e mais forte do nunca", sublinhou.

Obama recordou ainda que, em diferentes cargos, ao longo da sua carreira política, Peres trabalhou com todos os presidentes dos Estados Unidos desde John F. Kennedy (1961-1963).

Antigos presidentes norte-americanos também reagiram à morte do Nobel da Paz, como Bill Clinton (1993-2001) que, num comunicado também assinado pela sua mulher, Hillary, atualmente candidata à Casa Branca, lamentou que o Médio Oriente tenha perdido "um fervoroso defensor da paz e da reconciliação".

George H. W. Bush (1989-1993), por seu lado, destacou, também num comunicado, que Peres ajudou, numa ou outra vez, a guiar Israel por caminhos cheios de "desafios mortais", apesar de também recordar a sua dedicação "à nobre causa da paz".

"Foi com a sua inata humanidade, a sua decência que Shimon inspirou o mundo inteiro e ajudou a pavimentar um caminho rumo à paz suficientemente amplo para que futuras gerações caminhem juntas um dia", apontou Bush.

Shimon Peres morreu hoje aos 93 anos, por volta das 03:00 (01:00 em Lisboa), aproximadamente duas semanas depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC) que o deixou hospitalizado.

Peres era o último sobrevivente da geração dos "pais fundadores" de Israel e ocupou quase todos os mais importantes cargos políticos em Israel: foi ministro de várias pastas em diversos governos, primeiro-ministro interino, primeiro-ministro e Presidente (2007-2014).

Em 1994, foi distinguido com o prémio Nobel da Paz, a par com o então primeiro-ministro israelita, Yitzhak Rabin -- assassinado no ano seguinte -- e pelo líder palestiniano Yasser Arafat, pelo seu papel na negociação dos acordos de Oslo, assinados em 1993.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.