sicnot

Perfil

Sismo em Itália

Cão não abandona caixão do dono que foi vítima do sismo em Itália

Um cão permaneceu junto ao caixão do dono, que morreu na sequência do sismo que atingiu o centro de Itália. Este sábado, a Itália despediu-se de 35 das vítimas do sismo que abalou o país. Junto a um dos caixões estava um cão ao pé do dono. Ninguém sabe o nome dele, mas a imagem do animal, devoto ao dono mesmo após a morte, está a comover os internautas. O homem, cuja identidade é também desconhecida, foi colocado num caixão, junto a outros, num ginásio feito casa mortuária.

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    A Direção-Geral da Saúde (DGS) diagnosticou mais dois casos de legionella ligados ao surto no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, que infetou até agora 56 pessoas, cinco das quais morreram.

  • Lesados do BES manifestam-se hoje no Porto

    País

    Um grupo de lesados pelo Banco Espírito Santo (BES) concentra-se hoje no Porto, junto ao Novo Banco, para exigir "a totalidade do dinheiro e os juros vencidos até à data", indicou um dos investidores.

  • Árbitros recuam e vão apitar jogos do próximo fim de semana

    Desporto

    Os árbitros recuaram esta quarta-feira na intenção de não comparecer nos jogos do próximo fim de semana. Depois de na terça-feira a maioria dos juízes terem apresentado um pedido de dispensa dos jogos da 12.ª jornada do campeonato, esta quarta-feira adiaram a decisão após uma reunião com o Conselho de Arbitragem.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • Astronautas enviam mensagem no Dia de Ação de Graças
    1:06

    Mundo

    Comemora-se esta quinta-feira o Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos. Mais de 50 milhões de norte-americanos viajam ao encontro da família para celebrar o feriado. Também na Estação Espacial Internacional a data não foi esquecida.

  • Jorge Jesus e Ana Malhoa contra o consumo de sal
    1:21
  • Putin apela a concessões para solução do conflito na Síria
    1:07

    Mundo

    Vladimir Putin afirma que há uma oportunidade real de pôr fim ao conflito na Síria mas avisa que são necessárias concessões de todas as partes envolvidas. O presidente russo recebeu esta quarta-feira os homólogos do Irão e da Turquia em Sochi, na Rússia.