sicnot

Perfil

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Pelo menos 14 portugueses no Nepal na altura do sismo

O secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, disse hoje à agência Lusa que estavam pelo menos 14 portugueses no Nepal na altura em que ocorreu o sismo, adiantando que alguns já terão saído do país através da Índia.

© Danish Siddiqui / Reuters

"Até ao momento, conseguimos identificar 14 portugueses. Ainda estamos a tentar confirmar a lista. Não sabemos se há uma outra pessoa duplicada na lista, temos de confirmar, mas tudo leva a crer que serão catorze e que algumas já terão saído do país através da Índia", disse à Lusa José Cesário.

 

De acordo com o secretário de Estado, deste grupo de 14 pessoas, seis ou sete são portugueses que estavam no Nepal a trabalhar transitoriamente.

 

José Cesário adiantou também que dos 14 portugueses identificados, pelo menos quatro ou cinco fazem parte de uma expedição nas montanhas dos Himalaias.

 

 "Ainda não sabemos se são quatro ou cinco os participantes nesta expedição", disse o responsável, salientando que as vias de comunicação estão difíceis no terreno.

 

O sismo, de magnitude 7,9 na escala de Richter, foi registado no sábado e teve o epicentro a cerca de 80 quilómetros de Katmandu, e o número de mortos ascende a 3.000, de acordo com fontes oficiais do Nepal e de países vizinhos.

 

O abalo foi sentido noutros países, como Índia, Bangladesh e China, e provocou avalanchas nos Himalaias.

 

Em declarações hoje à Lusa, o secretário de Estado das Comunidades disse que todos os portugueses estão bem, não havendo notícia de feridos.

 

"Estamos a tentar contactar todos os portugueses pelas vias possíveis. Estamos a tentar perceber se eles têm documentos. Se têm forma de sair e, em casos extremos, vamos apoiar a sua saída do país", frisou.

 

A comunidade internacional já mobilizou equipas de resgate e ajuda humanitária para o Nepal.

 

Luís Almeida, um dos portugueses que estão nos Himalaias há uma semana numa expedição, disse hoje que "estão todos bem", apesar das dificuldades causadas pelo sismo no Nepal, que causou até agora 3.218 mortos.

 

Numa mensagem escrita, enviada hoje à agência Lusa, Luís Almeida, que está a participar numa expedição organizada pela Espaços Naturais às montanhas dos Himalaias, garantiu que os portugueses "estão todos bem".


Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.