sicnot

Perfil

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Facebook lança apelo para donativos às vítimas do sismo no Nepal

O Facebook lançou um apelo aos internautas para fazerem um donativo destinado às vítimas do sismo no Nepal e propôs oferecer 2 milhões de dólares para completar as contribuições que forem feitas. 

© China Stringer Network / Reut

"As pessoas manifestam a intenção de apoiar as vítimas do sismo que assolou as populações do Nepal, India e Bangladesh", explicou a direção do Facebook no seu blogue.

 

Na segunda-feira, o Facebook enviou aos seus utilizadores uma mensagem convidando-os a fazerem um donativo à Organização Não Governamental International Medical Corps, que enviou equipas de socorro para região sinistrada.

 

O Facebook também ativou um sistema de alerta, chamado de "verificação de segurança", permitindo que aqueles que estão na área onde ocorreu a catástrofe previnam os seus familiares e amigos de como se encontram.

 

Desde a introdução deste sistema, no último sábado, no Nepal, assim como em algumas áreas do Bangladesh, Índia e Butão, milhões de pessoas já relataram que estavam seguras enquanto dezenas de milhões disseram que pessoas que conhecem que se encontravam no local estão bem.

 

"Em tempos de crise, temos visto as pessoas recorrerem ao Facebook para saberem o que estava a acontecer, partilhar as suas experiencias e apoiar uns aos outros".

 

 

Lusa

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.