sicnot

Perfil

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Mulher retirada viva de escombros cinco dias após sismo no Nepal

Equipas de resgate retiraram hoje um segundo sobrevivente dos escombros de um prédio na capital do Nepal, Katmandu, cinco dias após um forte terramoto que causou mais de 5.800 mortos. 

© Adnan Abidi / Reuters

A mulher foi retirada dos escombros por uma equipa de socorro francesa, depois de 10 horas de trabalho, constatou um repórter fotográfico da agência France-Presse.

Algumas horas antes, um adolescente de 15 anos tinha sido encontrado vivo sob as ruínas da pensão onde trabalhava, com algumas contusões.

O balanço do sismo de sábado foi atualizado hoje para os 5.844 mortos, segundo um comunicado da unidade de gestão de catástrofes do Ministério do Interior.

Mais de 11.000 pessoas ficaram feridas devido ao sismo de magnitude 7,8, adianta a mesma fonte na sua conta na rede social de mensagens curtas Twitter. Uma centena de outras pessoas morreu na Índia e na China.

O governo do Nepal pediu entretanto aos países do Golfo Pérsico e à Malásia, onde se encontram numerosos emigrantes nepaleses, que facilitem o seu regresso ao país para que possam estar com as suas famílias, informou hoje o diário nepalês Ekantipur.

Foram contactados os governos da Malásia, Arábia Saudita, Qatar, Emirados Árabes Unidos, Kuwait, Omã e Bahrein, países onde trabalham cerca de três milhões de nepaleses.

Os países do Golfo Pérsico têm uma legislação controversa, um sistema de patrocínio, a 'kafala', que permite aos empregadores confiscarem os passaportes dos seus trabalhadores, impedindo que os imigrantes mudem de emprego ou saiam do país sem a sua autorização.


Lusa
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.