sicnot

Perfil

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

UE apoia Nepal com cerca de 20 milhões de euros

A União Europeia vai conceder quase 20 milhões de euros ao Nepal para ajudar o país na sequência do recente sismo que causou pelo menos 7.000 mortos.

Reuters

A maior parcela de ajuda financeira, de 16,6 milhões de euros, deverá chegar ainda esta semana ao Governo do país asiático. Além disso, ainda hoje chegarão três milhões de euros em ajuda de emergência.

O anúncio de hoje da Comissão Europeia surge depois de o comissário responsável pela Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides, ter visitado o Nepal e eleva a ajuda europeia desde o sismo para 22,6 milhões de euros.

Mais de 7.000 pessoas morreram no terramoto que atingiu a 25 de abril passado o Nepal e alguns países vizinhos, como a Índia e a China, revelaram domingo as autoridades nepalesas.

Os responsáveis pelas equipas de emergência anunciaram terem já recolhido 7.040 corpos e que o número de feridos é superior a 14.000 pessoas. 

As equipas de socorro elevam, diariamente, o número de vítimas do sismo, à medida que vão conseguindo retirar corpos de entre os escombros e acedendo a locais por vezes remotos ou de difícil acesso devido à destruição provocada pelo terramoto.

O sismo, de magnitude 7,8 na escala de Richter, provocou também elevados danos materiais, inclusivamente em património cultural mundial.

A UE tem um programa de cooperação com o Nepal para ajudar o país a desenvolver-se. Nesse âmbito, até 2020, estima-se que a Comissão providencie 360 milhões de euros, sobretudo para áreas como educação, desenvolvimento rural e reforço da democracia.

Lusa
  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Detida no Brasil portuguesa acusada de várias burlas nos últimos 20 anos
    3:04

    Mundo

    A Polícia do Rio de Janeiro deteve uma portuguesa acusada de várias burlas nos últimos 20 anos. Ana Resende fazia-se passar por funcionária do consulado e prometia vistos e outros documentos para tirar dinheiro das vítimas. Esta é a terceira vez que a polícia brasileira detém a portuguesa por acusações de burla.