sicnot

Perfil

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

ONU descentraliza distribuição de ajuda para descongestionar Katmandu

As Nações Unidas abriram seis centros logísticos no Nepal para descentralizar a ajuda que chega ao país através do aeroporto de Katmandu, que se encontra completamente congestionado, disse hoje fonte da ONU.

© Navesh Chitrakar / Reuters

O porta-voz do Departamento de Coordenação de Assuntos Humanitários, Leszek Barczak, afirmou, em declarações à agência Efe, que dispõe já de equipas no terreno e que mais ajuda tem estado a chegar ao Nepal por terra a partir da vizinha Índia.


"Temos 25 camiões com destino a diferentes pontos", disse o mesmo responsável, indicando que os centros logísticos se localizam, além de Katmandu, em Gorkha, Chautara, Birgunj, Bharatpur, Deurali e Dhulijel.


O congestionamento do aeroporto da capital, que só tem capacidade para receber nove aterragens em simultâneo, tem figurado com um dos principais problemas relacionados com a entrega da ajuda ao país.


As autoridades nepalesas elevaram hoje para 7.652 o número de mortos na sequência do forte sismo do passado dia 25 de abril, estimando em 16.390 o número de feridos. 


Dados oficiais anteriormente divulgados apontavam também para a existência de um universo de 2,8 milhões de deslocados internos. 


O terramoto de 7,8 na escala de Richter foi o mais mortífero registado no Nepal em 80 anos e o pior da década a assolar a região desde um sismo ocorrido na zona de Cachemira em 2005, que fez mais de 84 mil mortos.



Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.