sicnot

Perfil

Operação Marquês

Operação Marquês

Operação Marquês

Recurso de Carlos Santos Silva decidido esta quarta-feira

O Tribunal da Relação anuncia esta quarta-feira a decisão sobre o recurso de Carlos Santos Silva. O empresário e amigo de José Sócrates contesta a prisão preventiva, aplicada em novembro do ano passado.

O empresário e amigo de José Sócrates contesta a prisão preventiva, aplicada em novembro do ano passado. (Arquivo)

O empresário e amigo de José Sócrates contesta a prisão preventiva, aplicada em novembro do ano passado. (Arquivo)

Noutro processo e também amanhã, a Relação pronuncia-se sobre o recurso do antigo diretor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). Manuel Palos está em prisão domiciliária, ao abrigo do processo dos Vistos Gold.

A defesa respondeu, na semana passada, às alegações do Ministério Público. A decisão será anunciada menos de uma semana depois.
  • Ministério Público entende que Carlos Santos Silva podia fugir
    2:21

    Operação Marquês

    Carlos Santos Silva, o alegado testa-de-ferro de José Sócrates, foi de facto notificado de que vai continuar em prisão preventiva. O Ministério Público entende que o amigo de Sócrates podia fugir e fabricar documentos, se fosse colocado em liberdade. O procurador e o juiz de instrução também valorizaram o facto de Santos Silva ter ficado em silêncio quando foi ouvido novamente, na semana passada.

  • Dono do Grupo Lena suspeito de transferir dinheiro para contas de Carlos Santos Silva

    Operação Marquês

    O Ministério Público estará a investigar o dono do grupo Lena por alegadas suspeitas de ter transferido dinheiro para contas do arguido Carlos Santos Silva. O Diário de Notícias avança hoje que Joaquim Barroca foi identificado como autor de várias transferências de milhões de euros para contas bancárias na Suíça, pertencentes ao arguido na Operação Marquês, em que está também envolvido José Sócrates.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.